Paradigma do cinema de terror: porque é que os filmes de terror são bons para a sua saúde mental

Matéria de Ricardo de Moura Pereira

Você já assistiu a um filme de terror e sentiu uma mistura de medo, ansiedade e alívio? Se sim, você pode ter experimentado os benefícios psicológicos de se expor a situações assustadoras de forma controlada. Segundo uma matéria do portal globo, os filmes que causam medo podem ser bons para a saúde mental, pois ajudam a liberar emoções reprimidas, aumentar a autoconfiança e fortalecer o senso de comunidade.

#O que é o paradoxo do terror?

O paradoxo do terror é um fenômeno psicológico que explica por que algumas pessoas sentem prazer em se expor a situações assustadoras, como filmes, livros ou videogames de terror. Aparentemente, isso parece contraditório, pois o medo é uma emoção negativa que nos alerta sobre um perigo e nos prepara para fugir ou lutar. Por que, então, algumas pessoas buscam voluntariamente o medo por diversão?

O medo é uma emoção básica que tem uma função adaptativa: nos alertar sobre possíveis ameaças e nos preparar para enfrentá-las ou fugir delas. No entanto, na vida cotidiana, nem sempre podemos expressar o medo de forma adequada, pois ele pode ser visto como um sinal de fraqueza ou vulnerabilidade. Além disso, muitas vezes enfrentamos situações estressantes que não envolvem perigo real, mas que geram ansiedade e preocupação. – Reduzir o estresse e a ansiedade. Os filmes de terror podem funcionar como uma válvula de escape para liberar as tensões acumuladas no dia a dia. Ao se envolver com uma história fictícia e assustadora, a pessoa pode se distrair dos seus problemas reais e se sentir mais relaxada depois.
– Aumentar a tolerância à dor. Os filmes de terror podem estimular a produção de endorfina, que diminui a percepção da dor. Isso pode ser útil para pessoas que sofrem de doenças crônicas ou que estão passando por tratamentos dolorosos.
– Melhorar o sistema imunológico. Os filmes de terror podem fortalecer o sistema imunológico ao ativar o sistema nervoso simpático, que prepara o corpo para uma emergência. Isso pode aumentar a produção de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo contra infecções e doenças.
– Desenvolver habilidades cognitivas e emocionais. Os filmes de terror podem exercitar o cérebro ao estimular a atenção, a memória, a imaginação e o raciocínio lógico. Além disso, podem favorecer a empatia, ao fazer com que a pessoa se identifique com os personagens e sinta suas emoções. Os filmes de terror também podem ensinar lições sobre valores morais, ética e sobrevivência.

Nesse contexto, os filmes de terror podem ser uma forma de catarse, ou seja, uma liberação de emoções acumuladas. Ao assistir a cenas assustadoras, podemos sentir o medo sem correr riscos reais e sem sermos julgados por isso. Assim, podemos descarregar a tensão emocional e nos sentir mais relaxados depois.

Outro benefício dos filmes de terror é que eles podem aumentar a autoconfiança e a autoestima. Ao ver personagens enfrentando situações extremas e sobrevivendo a elas, podemos nos identificar com eles e nos sentir mais capazes de lidar com nossos próprios desafios. Além disso, podemos comparar nossos problemas com os dos personagens e perceber que eles não são tão graves assim.

Por fim, os filmes de terror também podem fortalecer o senso de comunidade e pertencimento. Ao assistir a esses filmes com outras pessoas, podemos compartilhar nossas reações e sentimentos, criando um vínculo de empatia e solidariedade. Também podemos nos sentir parte de um grupo de fãs que aprecia o mesmo gênero cinematográfico e que tem interesses em comum.

Portanto, os filmes que causam medo podem ser bons para a saúde mental, desde que sejam assistidos com moderação e respeito aos limites de cada um. Eles podem ser uma forma de entretenimento que nos permite experimentar emoções intensas, superar medos e nos conectar com outras pessoas.

# Como escolher um bom filme de terror?

Não existe uma fórmula mágica para escolher um bom filme de terror, pois isso depende muito do gosto pessoal de cada um. No entanto, alguns critérios podem ajudar na hora de decidir qual filme assistir, como:

– O tema. Existem vários subgêneros dentro do terror, como zumbis, vampiros, fantasmas, monstros, psicopatas, etc. Escolha um tema que te interesse e te intrigue, mas que não te cause um medo excessivo ou traumático.
– A qualidade. Procure filmes que tenham uma boa produção, um bom roteiro, boas atuações e bons efeitos especiais. Evite filmes que sejam muito clichês, previsíveis ou mal feitos.
– A classificação indicativa. Verifique a classificação indicativa do filme antes de assistir, pois ela indica o grau de violência, sᕮxo, drogas e linguagem imprópria que o filme contém. Escolha um filme adequado para a sua idade e para o seu nível de sensibilidade.
– A recomendação. Pesquise sobre o filme antes de assistir, lendo críticas, resenhas, sinopses e opiniões de outras pessoas. Isso pode te dar uma ideia do que esperar e se o filme vale a pena ou não.

# Conclusão

Os filmes de terror podem ser uma forma divertida e saudável de experimentar o medo, desde que sejam assistidos com moderação e responsabilidade. Eles podem trazer benefícios para a saúde mental, como reduzir o estresse, aumentar a tolerância à dor, melhorar o sistema imunológico e desenvolver habilidades cognitivas e emocionais. Para escolher um bom filme de terror, é importante levar em conta o tema, a qualidade, a classificação indicativa e a recomendação. E lembre-se: é só um filme!