Designer de sobrancelhas lutou com assassino e pode ter sido abusada, diz polícia

A designer de sobrancelhas Thais da Silva Siqueira, 23 anos, que foi encontrada morta no bairro Campo do Santana, em Curitiba, lutou com o seu assassino e pode ter sofrido violência sᕮxual.

Conforme o delegado Victor Menezes, as mãos de Thais tinham marcas que indicam que ela lutou com alguém. Além disso, ela foi encontrada seminua, vestida somente dos seios para cima, o que segundo o delegado pode indicar violência sᕮxual. Um laudo já foi solicitado ao Instituto Médico Legal, para verificar se houve o estupro.

Thais foi encontrada morta num matagal do bairro Campo do Santana, esfaqueada no pescoço e na cabeça. O principal suspeito é um rapaz que conversou com ela na noite de sexta-feira (26) numa tabacaria do bairro. Thais saiu de lá de moto, com este rapaz. Ele sumiu e deletou as suas redes sociais.

Designer de sobrancelhas morta já conhecia homem com quem saiu de tabacaria

O rapaz que foi visto por último com a designer de sobrancelhas Thais da Silva Siqueira, 23 anos, encontrada morta em Curitiba, é considerado suspeito do assassinato dela e está sumido. Conforme a polícia, ele já era conhecido da vítima, quando parou para conversar com ela numa tabacaria do bairro Campo do Santana.

Conforme o delegado Victor Menezes, a equipe de investigação já tentou contato com este rapaz de diversas formas, sem sucesso.

O presidente do Conselho de Segurança (Conseg) do Campo do Santana, Fernando Silva, disse que o suspeito é morador do bairro. No entanto, ele está sumido desde quando foi visto pela última vez com a designer de sobrancelhas.

A tabacaria tem câmeras de segurança. Mas Os equipamentos não estão gravando imagens porque os HDs foram danificados num temporal no ano passado.