Xuxa Meneghel choca ao sugerir presidiários como cobaias para testes de remédios

Nesta sexta-feira (26), Xuxa Meneghel participou de uma live no perfil do Instagram da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para falar sobre “defesa dos animais”. Porém, a apresentadora surpreendeu ao dar uma sugestão.

Xuxa disse ser a favor da ideia de que testes de remédios e vacinas sejam feitos em pessoas condenadas, que cumprem pena, e não em animais como experimento. “Acho que, com remédios e outras coisas, eu tenho um pensamento que pode parecer muito ruim para as pessoas, desumano… Na minha opinião, existem muitas pessoas que fizeram muitas coisas erradas e estão aí pagando seus erros para sempre em prisões, que poderiam ajudar nesses casos aí, de pessoas para experimentos “, disse a apresentadora.

Ela continuou opinando. “Acho que pelo menos serviriam para alguma coisa antes de morrer, para ajudar a salvar vidas com remédios e com tudo. Aí vem o pessoal dos Direitos Humanos e dizer que não podem ser usados. Mas se são pessoas que está provado que irão passar sessenta, cinquenta anos na cadeia e que irão morrer lá, acho que poderiam usar ao menos um pouco da vidas delas para ajudar outras pessoas. Provando remédios, vacinas, provando tudo nessas pessoas”.

Durante a entrevista, Xuxa conversou sobre a defesa dos animais e também projetos de leis voltados para o cuidado dos bichos. No papo Xuxa ainda citou testes de produtos que são realizados em pessoas que se sujeitam a alguma eventual consequência, mas que estão cientes do que ocorrem. O mesmo não acontece com os animais, que não tem como saber pelo processo o qual vai passar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.