dentro

Vyni, do BBB 22, fala de Eliezer, haters e ajuda à família: 'Não estou atrás de contatinhos, quero contratos'

Antes de entrar no Big Brother Brasil, Marcus Vinicius Fernandes de Sousa — o Vyni do BBB 22 — se preparou para, como ele mesmo define, o pior — “piada, comentário maldoso, qualquer coisa que pudesse me afetar” — e se armou como se arma quem está acostumado a só lidar com os espinhos da vida.

Só que na casa mais vigiada do Brasil, o que ele encontrou foi o oposto. “Fiquei meio sem saber o que fazer”, explica.

Vyni, do BBB 22, em ensaio exclusivo — Foto: Divulgação/Trumpas

O resultado — foi chamado de carente, taxado de planta e criticado em proporções que desequilibrariam até a mais centrada das pessoas.

“Foi a coisa mais louca que já fiz na minha vida — e olha que já fiz muita coisa louca na minha vida. Foi uma experiência surreal. Principalmente de autodescoberta e autoconhecimento.”

Vyni, do BBB 22, em ensaio exclusivo — Foto: Divulgação/Trumpas

Aqui fora, o cearense do Crato, de 24 anos, tenta organizar em palavras o que pode ter afetado sua trajetória dentro do programa.

“O tempo foi passando e fui me fechando, para mim e para as relações. Esquecendo de me priorizar e priorizando mais as outras pessoas.”

Pouco menos de um mês após sua eliminação, Vyni — que posou para o fotógrafo Trumpas no ensaio exclusivo que ilustra esse conteúdo — reflete sobre a experiência no reality, a amizade com Eliezer — e a opinião dos haters sobre isso —, as oportunidades e novos projetos que estão surgindo em sua vida e de que forma pretende ajudar a sua família.

Assista aos vídeos e veja os melhores momentos da entrevista!

Vyni, do BBB 22, em ensaio exclusivo — Foto: Divulgação/Trumpas

O BBB: expectativa versus realidade

“Quando entrei na casa, já fui preparado e armado para rebater tudo aquilo contra mim: piada, comentário maldoso, qualquer coisa que pudesse me afetar. Era o que eu estava acostumado a receber na vida. Só que, quando cheguei na casa, ao invés de ter atrito, as pessoas gostaram de mim.”

“Quando vi tanta gente me dando amor e carinho, fiquei meio sem saber o que fazer. Não era um sentimento com o qual eu estava acostumado, de ser acolhido. Acabei ficando perdido, me balançou. E isso vem de todas as minhas vivências.”

Vyni, do BBB 22, em ensaio exclusivo — Foto: Divulgação/Trumpas

Vyni & Eliezer

“Tudo lá dentro da casa é multiplicado vezes dez mil. Às vezes, uma demonstração de carinho pode ser interpretada de várias maneiras possíveis. Tanto por quem está assistindo, quanto por quem está vivendo. O que a gente teve ali foi uma grande amizade, uma grande conexão que, de uma maneira estranha, que não vou contar — prefiro falar diretamente para ele um dia, se tiver a oportunidade — já veio antes mesmo do programa. Mas sobre me apaixonar, acredito que não.”

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.