Vídeo mostra quando porteiro suspeito de abusar de aluna de 5 anos anda de mãos dada com ela no recreio.

A mãe da menina disse que foi a própria criança quem contou sobre o abuso. Prefeitura de Nova Veneza exonerou o funcionário no início deste mês.

Um vídeo mostra o porteiro de uma escola municipal de Nova Veneza andando de mãos dadas com uma aluna, de 5 anos, durante o recreio (assista acima). O funcionário foi exonerado no início deste mês após a prefeitura ser informada que a mãe da criança denunciou o homem por abusar sᕮxualmente da menina.

Como o nome do suspeito não foi divulgado, o g1 não conseguiu localizar a defesa dele para um posicionamento até a última atualização desta reportagem.

O caso é investigado pela Polícia Civil. Nas imagens, o homem anda de mãos dadas com a menina e eles vão em direção a um banco, embaixo de uma árvore. O vídeo parece ter sido gravado durante o recreio, já que muitas outras crianças estão ao redor.

À TV Anhanguera, a mãe da menina disse que foi a própria criança quem contou sobre o abuso. “Na volta para casa ela para e, de repente, solta assim: ‘Mamãe eu preciso te contar uma coisa. O senhorzinho do portão tocou na minha parte íntima’. Nesse momento eu entro em desespero”, disse a mulher, que optou por não se identificar.

“Eu pergunto para ela: ‘na hora que ele tocou, o que você fez?’ Aí ela fala: ‘eu levantei do banco'”, detalhou a mulher sobre o momento em que a filha sofreu o abuso.

A Prefeitura de Nova Veneza informou, em nota publicada nas redes sociais, que soube do caso no dia 30 de janeiro e que apura os fatos (veja nota completa ao final da reportagem). O decreto que exonerou o porteiro foi publicado no dia seguinte, assinado pelo prefeito Valdemar Batista Costa.
“Por mais que a gente oriente os filhos a situações como essa, a gente nunca espera o que aconteça”, complementou a mãe da aluna.

“A Prefeitura Municipal de Nova Veneza reafirmando seus valores éticos, cívicos, morais e compromisso que possui com a comunidade e com a justiça, vem por meio deste informar que após o recebimento da denúncia, o servidor em questão foi exonerado de seu cargo.

O servidor se encontra desligado de todas as suas atividades desde o dia 31/01/2024, ou seja, desde tal data ele já não exerce função em NENHUMA unidade escolar no município de Nova Veneza.

Imediatamente disponibilizamos nossa rede de apoio para a família e nos colocamos a disposição das autoridades competentes contribuindo com o que for necessário para as investigações.

A atitude tomada pela prefeitura não poderia ser diferente, uma vez que a ética e a justiça são valorizadas. Sendo assim, também aguardamos a apuração dos fatos para que os fatos possam ser esclarecidos e repassados para a comunidade.

Enfatizamos ainda que, toda a nossa rede municipal de educação possui câmeras de monitoramento, medida tomada pela própria gestão com a intenção de manter a segurança e integridade de nossos alunos.”