Vereador é acusado de ameaçar e ofender criança

Sem titulo 525

Gerciamar Maximiliano Matos (sem partido), vereador de Planalto, no interior paulista, é acusado de racismo após ofender e ameaçar uma criança negra de apenas 2 anos. O motivo seria a foto em que a filha dele aparece ao lado da menina.

A mensagem em um aplicativo de celular é bem clara: “Eu não quero essa sua pretinha feia e fedida com a minha filha”, escreveu o vereador para a manicure Caroline Vilela, mãe da garota. Em outro trecho ele diz, em tom de ameaça: “Minha filha não entende o que é certo ou errado, mas se vocês insistirem nisso, é essa sua neguinha que vai pagar o preço”.

Gerciamar ressalta ainda que mataria quem precisar para impedir que a filha dele ande com uma criança negra: “Eu sou um homem de bem, de respeito, mas pra defender minha filha eu mato quem precisar”.

“Foi um baque que eu tomei, sabe. Na hora, o chão abriu e eu não sabia onde ia parar. Ela é muito pequenininha, não tem como se defender disso”, afirma Caroline, que hoje tem medo de sair de casa. “Eu tive que me mudar de casa há uns 15 dias porque eu não me sinto segura mais lá. Ele ronda, fica mesmo em cima”, relata a manicure.

Confira as mensagens abaixo:

Sem titulo 523 Sem titulo 524

VEJA A REPORTAGEM:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.