dentro

Veja como preparar a fatouche, salada árabe apreciada no desjejum do Ramadã

Além de simples, receita é nutritiva e refrescante. Família de Biritiba Mirim, adepta ao islamismo, fala sobre a importância do jejum neste período.

Até o dia 1º de maio, os devotos do islamismo celebram o Ramadã. Ao longo do mês, as orações se intensificam e os muçulmanos adotam rotinas específicas para se aproximar de Deus.

Entre as práticas que destacam nesse período está o jejum, que vai do nascer ao pôr do Sol. O gesto busca aliar a fé, o perdão e o amor, além de ser uma oportunidade para refletir.

O Bom Dia Diário conversou com uma família de Biritiba Mirim para entender a importância do Ramadã e conhecer uma receita simples e saudável, que marca o fim do jejum (confira abaixo).

“O pessoal acha que por ser um jejum de tanto tempo, tantas horas, é um bicho de sete cabeças, mas é muito tranquilo. Tanto que a nossa rotina não muda. É mais o fato do jejum mesmo. As vezes a gente acorda de madrugada para poder comer, para agüentar o restante do dia, mas de resto é bem tranquilo”, diz a publicitária Dalaly Kharfen.

A jovem conta que se dedica aos rituais do Ramadã desde os 14 anos e, mesmo sem conhecer o Líbano, se sente próxima das raízes muçulmanas.

“O que acontece aqui nesse mês é que a gente tem uma conexão maior com Deus. Nossa fé fica maior, mas como já faz parte dos pilares mesmo, o ano todo, muita doação, muita oração. Tudo o que a gente puder fazer de bom para o outro a gente vai fazer”.

Depois de jejuar, os devotos do islamismo bebem água, comem uma tâmara e rezam. Em seguida, se sentam à mesa para jantar. Além dos pratos típicos da cozinha árabe, a família da Dalaly também saboreia a fatouche, uma salada refrescante e nutritiva.

“Além de ser um prato muito bom para quebra do jejum, ela é muito leve e refrescante. A gente tem sim o costume de, logo após quebrar o jejum com uma tâmara, tomar água, a gente gosta de comer essa salada”.

Veja como preparar:

Ingredientes

  • Pão sírio torrado
  • Salsinha e cheiro verde à gosto
  • 2 tomates picados
  • 1 pepino picado
  • Alface picada
  • Tempero a gosto, incluindo sal, azeite e 3 limões espremidos

O preparo é simples. Com os ingredientes à disposição, basta colocá-los em um recipiente grande, misturar e servir. Embora seja simples, a salada carrega um pouco do sabor e da cultura de quem tem o islã como fé.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.