Vamos regular a interseção do Bitcoin com o mercado de câmbio”, diz Banco Central da Argentina

shutterstock 1466264807

O Banco Central da Argentina (BCRA) quer evitar a conexão do bitcoin com o mercado de câmbio. “Vamos regular a interseção do Bitcoin com o sistema de pagamentos e o mercado de câmbio”, disse o presidente do órgão, Miguel Ángel Pesce, em uma conferência na terça-feira (10).

Para ele, o bitcoin não é um ativo financeiro porque não está subjacente a nenhum ativo, não pode gerar qualquer rentabilidade, e que por isso deve ficar de fora de novas soluções para os meios de pagamentos. As informações são da Forbes, versão argentina.

“O que vamos regular é o sistema de pagamentos em pesos por meio de mecanismos eletrônicos, que é nosso papel de regulador”, ressaltou o presidente, durante a  abertura do 3º Fórum de Finanças Digitais. O evento foi organizado pelo Instituto Argentino de Executivos de Finanças (IAEF). Com o tema ‘A Estratégia de Transformação Digital’, o evento teve início na terça e se encerra nesta quarta (11).

Alerta a pequenos investidores

Pesce também garantiu que o BCRA está trabalhando para alertar os pequenos investidores sobre riscos de investimento em criptomoedas devido à preocupações de que elas sejam usadas para se obter ganhos indevidos, e principalmente de pessoas desavisadas ou pouco sofisticadas. 

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.