Tainá desapareceu com homem de 37 anos que a buscou no DF

Sem titulo 375

A adolescente Tainá da Silva, 13 anos, desapareceu após viajar com um homem de 37 anos. O adulto, que agora é tratado como suspeito pela polícia, veio buscar a estudante no DF usando um nome falso. Conforme revelou o Metrópoles, a criança foi encontrada no Ceará nessa quinta-feira (11/11) pela polícia.

As informações são da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Ceará (SSP-CE). Segundo a pasta, a jovem foi encontrada com o suspeito no município de Massapê, no estado nordestino. Os dois entraram em contato por meio de redes sociais e desembarcaram no Aeroporto de Fortaleza, na capital cearense, no último sábado (6/11).

AdChoicesPUBLICIDADE

Ambos foram conduzidos à delegacia do município de Sobral (CE) e prestaram depoimento. Ainda segundo a SSP-CE, a jovem passará por exames periciais e será encaminhada para Fortaleza, onde deverá ser ouvida na sede da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca), no estado cearense.

A Secretaria de Segurança Pública afirmou que Tainá será recambiada ao Distrito Federal para encontrar com os pais. O homem acabou detido. Ele chegou a conversar com familiares de Tainá.

Última mensagem de texto

Tainá da Silva desapareceu em Samambaia no dia 5 de novembro sem avisar amigos e familiares. O último contato de Tainá com a família foi ainda no dia do desaparecimento. A adolescente enviou um SMS para a mãe, Jane da Silva, 31, por volta das 18h que dizia: “Estou em aula”.

Segundo o tio de Tainá, Jociel Santana Loureiro, 35, a mensagem deixou a mãe ainda mais preocupada, porque a filha nunca havia se comunicado com ela via SMS.

Jane então foi até a escola e, lá, os professores disseram que não houve atividade fora da sala. “A professora disse que Tainá não teria ido para a escola nem pela manhã nem pela tarde”, contou Loureiro. Conforme o relato do tio, a escola, o Centro de Ensino Fundamental 120 (CEF 120), possui um sistema de monitoramento dos estudantes para saber se eles foram ou não para as aulas.

“Tainá é uma criança que fica o tempo todo em casa. Não vai para festa. Não tinha amigas para sair de casa”, lembrou o tio. “A única saída que ela tinha era para participar da pastoral de eventos da igreja Santa Luzia”, contou.

Após saber que a adolescente foi encontrada nesta quinta, o familiar comemorou.“Ela está viva, bem eu não sei, aparentemente abatida, cansada, mas viva e nós vamos poder abraçá-la”, afirmou Loureiro.

Confira imagens da jovem recuperadas pela mãe na última vez que foi vista:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.