Série animada da Netflix ataca cristianismo e sᕮxualiza crianças

f is for family

A série animada da Netflix “F Is for Family” lançou sua quinta e última temporada, que assim como as outras conta com conteúdos provocativos e grotescos onde os personagens, criados por Bill Burr e Michael Price, passam a maior parte dos episódios ridicularizando a cristã e as crianças do show são submetidas a uma grande quantidade de sᕮxualização.

Durante “Screw Ups”, o sexto episódio da quinta temporada, uma das personagens da série, Sue, leva sua filha Maureen ao padre Pat para abordar sua obsessão com ocultismo. A conversa se volta para a representação do corpo e o sangue de Jesus Cristo, e um coroinha vê que a menina está confusa e diz “Isso não é pra fazer sentido, é religião”.

No mesmo episódio, o padre diz a Maureen que a pascoa é sobre “tortura e assassinato” mas que o foco era desviado pelos ovos de chocolate. Em diversas cenas da série, personagens de 12 e 13 anos são retratados realizando vários atos explícitos, desde referências sexuais ilícitas até discutir masturbação.

Uma referência sobre abusos sexuais também é feita quando o coroinha fala para Maureen que é preciso acreditar no que os padres falam, da mesma forma que ele acreditava quando o antigo padre Brown dizia para ele que estava apenas arrumando suas túnicas. Então, o padre Pat diz que Brown foi transferido para que fosse mais fácil “colocar freios em seus desejos”.

De acordo com Faith Wire, preocupação sobre a animação aumentaram depois que o Conselho de Televisão e Mídia dos Pais pediu uma investigação sobre uma série igualmente explícita, “Big Mouth”, por medo de que o programa vá contra leis de pornografia infantil.

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.