Sérgio Mamberti viveu amor com outro homem após falecimento da mulher

Sem titulo 41

O ator Sérgio Mamberti, que faleceu hoje aos 82 anos, em decorrência de falência múltipla dos órgãos, viveu pelo menos dois grandes amores em sua vida. O primeiro foi com Vivian Mahr, a mãe de seus três filhos, e posteriormente com Ednardo Torquato, com quem se relacionou por quase quarenta anos.

As histórias de amor de Mamberti foram narradas pelo próprio ator na auto-biografia “Senhor do Meu Tempo”, publicada recentemente. A dor pela perda de Vivian foi grande, mas veio acompanhada por um sentimento de alívio, como o artista relata no livro.

“Os dois últimos anos haviam me afetado profundamente, como também foram marcantes na vida dos meninos. Afinal, não é fácil ver a mãe tão doente, definhando a cada dia.”

Vivian enfrentou 18 internações e faleceu, aos 37 anos, no início de 1980 de insuficiência cardíaca. Com ela, os dois tiveram os filhos Eduardo, Carlos e Fabrício.

E foi durante uma viagem após a perda da esposa que ele conheceu Ednardo Torquato, ou simplesmente Ed — como ele o chamava carinhosamente. Eles foram morar juntos em 1985 e viveram 37 anos de união.

Em 2019, um novo baque em sua vida: a morte de Ed. Na biografia, Mamberti narra a dificuldade que se viu diante de uma nova perda e como precisou de coragem.

“Ed, meu companheiro querido, nos deixou muito cedo. Pela segunda vez, tive de experimentar a mesma ausência sofrida com a partida de Vivian, em 1980. Sei que nunca vou me recuperar dessas duas perdas, mas a vida exige coragem e esperança para seguir em frente.”, narrou Mamberti.

Ed teve a síndrome de Wernicke-Korsakoff, caracterizada pela amnésia e forte confusão mental. Acabou tendo uma uma infecção urinária e faleceu aos 62 anos. O ator e Ed adotaram uma menina, Daniele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.