Sem piedade, irmãs gêmeas são obrigadas a se ajoelharem para serem mortas de forma brutal

Brasil – Imagens que circulam nas redes sociais nesta quarta-feira (14), mostram o momento em que duas irmãs gêmeas, identificadas como Amanda e Amália, de 18 anos, são mortas com tiros na cabeça. O caso aconteceu em Pacajus, no Ceará.

De acordo com informações, as irmãs andavam e se relacionavam com traficantes, e podem ter sido mortas em uma queima de arquivo pois sabiam demais.

No vídeo, feito pelos assassinos, as gêmeas aparecem de joelhos em uma estrada deserta e cada uma leva 4 tiros na cabeça.

Amanda tinha uma filha de três anos e  Amália um filho 6 meses e uma filha de três anos. A Polícia Civil investiga o caso.

Atenção! Tirar fotos de acidentes é crime e pode dar cadeia

É muito comum, hoje em dia, o compartilhamento instantâneo de mensagens sobre os mais variados assuntos, por meio das redes sociais, como WhatsApp e Facebook, por exemplo.

A facilidade de acesso à informação, por esses meios, é muito maior do que em tempos anteriores, mas é preciso saber até que ponto tal facilitação é benéfica.

Mais do que isso, apesar de a liberdade de expressão ser uma garantia constitucional, é necessário saber até onde vai o limite para a disseminação de determinados conteúdos.  Mas saiba que divulgar, ou somente compartilhar, imagens de vítimas de acidentes ou assassinatos  pode levar os responsáveis à cadeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.