dentro

Segredos revelados por Lima Duarte revoltaram atrizes: “Velho broxa e gagá”

Em abril de 1998, Lima Duarte resolveu fazer uma retrospectiva de sua vida e carreira em entrevista ao jornal Expresso, de Portugal. Na ocasião, ele causou polêmica ao falar sobre romances que teria vivido com algumas colegas de profissão.

Uma delas foi Betty Faria. O ator contou que se apaixonou realmente pela musa quando eles contracenaram em Pecado Capital (1975). Na trama, ele vivia o empresário Salviano Lisboa, enquanto ela era a jovem modelo Lucinha.

“A gente começou a viver essa paixão na vida real, mas eu estava recém-casado com uma mulher que havia investido tudo em mim, a Mara, e fiquei com ela”, declarou Lima.

Betty ficou possessa com o depoimento e tratou de desmentir: “Não aceito, não admito, é calúnia. Quando fiz Pecado capital estava muito bem-casada com o Daniel Filho. E nunca fui mulher de trair marido. Eu saía dos casamentos”, disparou a veterana em entrevista ao Jornal do Brasil de 6 de maio daquele ano.

Na mesma época, ela também falou sobre o fato para a revista Istoé, ameaçando processar o ator pelas declarações: “Não sou mulher de romance clandestino. Sempre assumi as besteiras que fiz. Lima Duarte jogou lama numa época linda de minha vida, em que estava casada com Daniel e era muito feliz. Isso é coisa de um velho broxa e gagá”, detonou.

O ator acabou admitindo que não teve um envolvimento amoroso com Betty nessa reportagem: “Desenvolvi um imenso amor por ela através de meu personagem, mas nunca me envolvi com a Betty”, comentou.

Paixões avassaladoras

Ainda na entrevista, ele citou que teve uma paixão avassaladora por Maitê Proença, com quem contracenou em O Salvador da Pátria: “Fui perdidamente apaixonado. Tivemos uma paixão louca, um amor muito grande”, declarou o ator.

Maitê também negou o caso amoroso ao Jornal do Brasil: “O que ele falou não é verdade, mas não vou desmentir. Ele que viva as experiências dele, as transforme e fale delas da maneira que achar melhor. Se ele acha que viveu um caso de amor comigo, não posso fazer nada”, enfatizou.

Lima Duarte também disse que ficou encantado por Cássia Kiss nas gravações de Roque Santeiro, entre 1985 e 1986: “Peguei-a num canto e disse: ‘Você tem que ser minha. Eu te amo tanto’. Ela impôs uma condição que eu não quis aceitar: ter um filho”, contou o veterano – neste caso, a atriz não se pronunciou.

Ator quase deixou a televisão

Um mês depois, em 24 de maio de 1998, a entrevista ainda repercutia. Ao jornal O Globo, Lima Duarte disse que foi mal interpretado e que estava pensando até em deixar a televisão.

Isso, evidentemente, acabou não acontecendo – o ator continua na ativa, aos 91 anos, tendo participado recentemente da série Aruanas e da novela Além da Ilusão, ambas da Globo. “Estou pensando mesmo em me desligar por causa desta confusão e porque estou com vontade de dar outro destino à minha carreira. Nessa altura, penso mais em cinema, mais na Europa, mais em literatura, e mais em uns poucos e queridos amigos”, explicou.

“Com certeza [estou sofrendo]. Mas teve um lado positivo nisso porque o incidente foi um divisor de águas definitivo. Fiquei conhecendo bem as pessoas, fiquei me conhecendo melhor”, concluiu.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.