Scarpa decide em bola parada, e Palmeiras vence Defensa y Justicia em primeira decisão

Sabe a inteligência emocional que tanto Abel Ferreira frisa em suas entrevistas e que Sebastián Beccacece reconheceu não ter em muitos momentos? Na noite de hoje (7), na grande Buenos Aires, ela foi fundamental para determinar a vitória do Palmeiras, por 2 a 1, diante do Defensa y Justicia, Com gols de Rony e Gustavo Scarpa, o Verdão dá um passo importante para a conquista do título da Recopa.

A partida marcou o retorno de Abel Ferreira ao comando técnico do Palmeiras, após três jogos e período de férias em Portugal, e a escalação dos jogadores considerados titulares da equipe pela primeira vez na temporada 2021. Rony abriu o placar no primeiro tempo, e Gustavo Scarpa saiu do banco para decidir e faz 2 a 1. O gol dos argentinos foi anotado por Romero.

O Defensa y Justicia, por sua vez, perdeu – diante do Verdão – a invencibilidade de nove jogos (sete vitórias e dois empates) jogando sob os seus domínios. A última derrota tinha ocorrido no dia 29 de novembro, por 3 a 2, contra o Central Córdoba, pelo Campeonato Argentino.

O jogo de volta acontece na quarta-feira, dia 14, às 21h30 (de Brasília), no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A decisão ocorrerá fora do Estado de São Paulo devido às restrições do governador João Dória (PSDB) para conter o contágio da Covid-19.

Baixas no Verdão

O Palmeiras viajou para a Argentina sem dois de seus principais jogadores da temporada: Luiz Adriano, que testou positivo para Covid-19, e Gabriel Menino, com uma lesão no tornozelo direito. Além da dupla, Danilo Barbosa e Gabriel Veron também não foram relacionados, pois ainda cumprem o cronograma para aprimorar a condição física.

Minutos iniciais de fôlego dos argentinos

O Defensa y Justicia iniciou a partida com grande ímpeto no setor ofensivo, fazendo com que o Palmeiras recuasse os seus principais jogadores. Pelo lado direito, no espaço proporcionado por Marcos Rocha, os argentinos encontraram o caminho para infernizar o goleiro Weverton, sobretudo, nas triangulações entre Pizzini e Romero.

Com apenas três minutos de bola rolando, Braian Romero exigiu uma grande defesa do goleiro palmeirense e, por pouco, não abriu o placar.

Verdão se concentra e marca

Amassado pelo time de Beccacece, o Verdão, mesmo com menor posse de bola, suportou a pressão e foi quem balançou as redes no primeiro tempo. Aos 15 minutos, Willian recebeu a bola de Matías Vinha, dominou e lançou Rony ao ataque. O atacante deu o toque para encobrir o goleiro Unsain e fez 1 a 0.

No fim da primeira etapa, aos 39, Willian também teve a oportunidade de ampliar o placar, mas acabou finalizando muito fraco e sem complicação para o arqueiro do Defensa y Justicia.

45 finais movimentado

Com a desvantagem no placar, o Defensa y Justicia voltou determinado a virar a partida. E conseguiu chegar ao empate, aos 8 minutos, com Romero. O atacante tabelou com Walter Bou e finalizou no canto de Weverton para deixar tudo igual.

De olho no pique que os donos da casa colocavam naquele momento, Abel Ferreira realizou alterações na equipe e promoveu as entradas de Lucas Esteves, no lugar de Willian, e Gustavo Scarpa, na vaga de Raphael Veiga – que fazia, até então, apenas um jogo fraco àquela altura. E funcionou.

Vai na bola parada

Dos pés de Gustavo Scarpa foi de onde saiu o gol do Palmeiras. Aos 28 minutos, o meio-campista cobrou falta com perfeição no canto esquerdo da meta do Defensa e fez 2 a 1 – com direito a contribuição do goleiro Unsain.

Gol impedido

O Defensa y Justicia reclamou muito aos 36 minutos. Os argentinos chegaram ao gol de empate com o atacante Walter Bou, porém, a arbitragem assinalou impedimento na jogada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.