“Samurai do PCC” é preso no litoral de SP

Na segunda-feira (4/3), a Polícia Civil deteve em Praia Grande, no litoral paulista, Wemerson Batista dos Santos, também conhecido como o “Samurai do PCC”. O indivíduo possuía mandados de prisão nos estados de Espírito Santo, Minas Gerais e Bahia.

De acordo com as autoridades policiais, Wemerson é conhecido por executar suas vítimas “na lâmina”, utilizando facões ou peixeiras, o que lhe rendeu o apelido de “Samurai”. Moradores de Praia Grande, onde o criminoso do tráfico de drogas estava escondido, relataram às autoridades que viviam sob constante ameaça, já que o infrator fazia questão de proclamar sua vinculação com o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Oficialmente, o “Samurai do PCC” responde por dois homicídios. A polícia, contudo, acredita que o número seja muito maior. “Verificamos que ele possui diversos documentos falsos e fazia uso de vários nomes. Até a identidade dele terá de ser definitivamente apurada”, disse o delegado Leonardo Rivau.

Rivau disse que a imagem do “Samurai” foi divulgada para que outras pessoas possam reconhecê-lo. “Ele sempre usou nome falso. Já se apresentou como Wemerson, Wellington, mas sempre com grafias diferentes”, afirmou.

Um dos crimes dos quais é acusado ocorreu em Franca, interior do estado. “A vítima não soube explicar por que Wemerson chegou com uma faca e começou a esfaqueá-la. História muito estranha”, disse o delegado.

Ainda de acordo com Rivau, o criminoso começou como traficante de drogas na Bahia. “Aqui [em São Paulo] não ficou estabelecida essa relação com o tráfico, mas existe a suspeita. Um dos indícios é o fato de o Wermerson ter comprado a casa dele. De onde está vindo esse dinheiro?”, afirmou o delegado.

Wemerson não resistiu à prisão.