dentro

Raposa com raiva é sacrificada após morder nove pessoas

Uma raposa selvagem mordeu nove pessoas no Capitólio, centro legislativo dos Estados Unidos, e foi sacrificada. Nesta quarta-feira (7), o Laboratório de Saúde Pública de Washington DC informou que a fêmea adulta testou positivo para o vírus da raiva.

“Recebemos vários relatos de ataques agressivos de uma raposa dentro ou perto do Capitólio dos EUA. Para sua segurança, não se aproxime. Oficiais de controle de animais estão trabalhando para prender e realocar todas as raposas que encontrarem”, publicou a polícia do Capitólio no Twitter antes de capturar o animal.

Entre as pessoas atacadas, estão uma jornalista e o congressista representante da Califórinia Ami Bera. “Não vi a raposa e, de repente, senti algo na parte de trás da minha perna”, disse o político ao jornal The New York Times. Após a mordida, Bera foi levado para o Centro Médico Militar Nacional Walter Reed, onde recebeu tratamento para tétano e raiva.

A repórter Ximena Bustillo detalhou o ataque em uma publicação no Twitter e também disse que não percebeu a presença do animal.As autoridades informaram que capturaram os filhotes da raposa, mas ainda não decidiram o que fazer com eles. 

A polícia do Capitólio alertou sobre a presença de tocas de raposas no terreno do local e pediu para que as pessoas não se aproximem dos animais.

Relatório

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.