Presidente da França leva ovada em feira de gastronomia, mas ovo não quebra.

Sem titulo 452

O presidente da França, Emmanuel Macron, visitava uma feira de gastronomia na cidade de Lyon, nesta segunda-feira (27/9), quando levou uma ovada. O ovo — que não quebrou — chegou a bater no ombro do presidente antes de cair no chão.

O responsável pela agressão, um estudante de 19 anos, gritou “Vive la révolution” (Viva a revolução, em tradução livre) e foi imediatamente encaminhado para outra sala, onde foi algemado e levado sob custódia.

De acordo com o jornal Le Monde, o estudante é “completamente desconhecido da polícia e da Justiça”. As motivações do ataque ainda estão sendo investigadas.

Veja:

Macron estava acompanhado de outras três membros do governo: o ministro de Pequenas e Médias Empresas, Alain Griset, o secretário de Estado do Turismo, Jean- Baptiste Lemoyne, e o ministro da Agricultura, Julien Denormandie.

O presidente declarou, no momento da agressão, que “se ele [o estudante] tem algo a me dizer, que venha. Vou vê-lo depois. Vá buscá-lo”.

Agressão anterior

No dia 8 de junho, o presidente francês levou um tapa no rosto enquanto fazia uma viagem oficial a Tain-l’Hermitage, no sul da França. Em vídeo que flagrou a agressão, Macron se aproxima de uma barreira com várias pessoas. Em seguida, um homem grita “A bas la Macronie” (a baixo à Macronia, em tradução livre) e desfere um tapa no rosto do chefe de Estado.

O agressor foi condenado a quatro meses de prisão em regime fechado. Ele foi libertado depois de três meses e afirmou que não se arrepende.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.