dentro

Prefeito vai pagar R$ 40 mil após aparecer em vídeo dizendo que comeria "mais de 20 raparigas" em festa

O prefeito de Itaituba (PA), Valmir Climaco (MDB), vai pagar R$ 40 mil e se retratar nas redes sociais após ter sido flagrado em vídeo durante uma festa, em 5 de março, dizendo frases machistas, determinou o Juiz da 1ª Vara Cível e Empresarial, José Leite de Paula Neto.

A ação partiu do Ministério Público, que ajuizou ação civil pública, após tomar conhecimento das declarações feitas pelo prefeito contra mulheres que estavam numa festa, em falas registradas em vídeo que viralizou na internet.

Na última quarta-feira (6), o prefeito participou de audiência de conciliação proposta em conjunto pelos promotores de Justiça Ociralva Tabosa e Nadilson Portilho.Os promotores apontam nas falas do prefeito misoginia contra as mulheres presentes e não presentes.

O prefeito “agiu com desprezo e preconceito contra as mulheres. A sua conduta demonstra que para ele as mulheres são inferiores aos homens, o que resta bem claro pelo conceito de misoginia”, aponta a ação.

Na ação, foi pedido o bloqueio de bens do prefeito no valor de R$ 200 mil reais, pagamento de indenização por danos morais e materiais a todas as vítimas que comprovarem ter sofrido abalos emocionais e o pagamento de indenização por danos morais coletivos e danos sociais, no valor de R$ 200 mil reais, destinado a projetos de prevenção à violência sᕮxual contra mulheres, bem como à proteção e amparo a vítimas desse tipo de agressão.

Na audiência virtual, o Juiz da 1ª Vara Cível e Empresarial, José Leite de Paula Neto, sentenciou o prefeito a se retratar publicamente através das redes sociais, no prazo de 30 dias e pagar R$ 40 mil reais em quatro parcelas, com depósito direto na conta do Conselho Municipal de Direito das Mulheres de Itaituba.

Procurados, o prefeito e a prefeitura de Itaituba não responderam à reportagem até a publicação deste texto.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.