dentro

Por vício, PT barra filiação de “Tigresa VIP” e atriz pornô não concorrerá a deputada

A atriz pornô Esther Caroline, popularmente chamada de “Tigresa Vip”, teve a filiação anulada pelo diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) em Mato Grosso.

Como efeito, a anulação barra a sua intenção de se candidatar a deputada estadual nas eleições deste ano. Apesar da repercussão polêmica e até negativa de sua filiação, as críticas não foram o motivo da anulação.

A direção do PT apontou que houve vício no processo de filiação, já que Esther se filiou apenas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e não no PT. A anulação da filiação foi votada por nove membros, duas abstenções e um voto contra.

Esther tinha até 2 de abril para se filiar no partido. Como não atendeu o prazo, ela não pode concorrer ao pleito.Mesmo com as polêmicas e as críticas, o nome da atriz pornô era defendido por petistas.

O deputado estadual Lúdio Cabral se disse impressionado com a repercussão e que reação negativa reflete preconceito.”Nós vivemos  numa sociedade que é conservadora, que tem preconceito e a própria repercussão reflete isso”, diz.

Relatório

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.