Por não aceitar fim de relacionamento, homem mata a ex-mulher e o atual dela atropelados

1774073052

Segundo investigações da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), a professora Ana Cleia e o bombeiro civil Diego foram atropelados propositalmente por Carlos.

Na noite dessa quarta-feira (7), por volta das 21h, um grave acidente resultou em duas mortes no município Senador La Roque, no Maranhão. A professora Ana Cleia e o bombeiro civil Diego, que estavam de motocicleta na MA-122, foram atropelados por uma caminhonete, que de acordo com a Polícia Militar do Maranhão (PMMA), o suspeito de dirigir o veículo é o ex-marido da mulher que era levada de moto pelo atual namorado.

Segundo a polícia, o condutor da caminhonete, ex-companheiro da mulher que estava na motocicleta, não se conformava com a separação e vinha ameaçando a vítima. O veículo que causou o acidente estava no nome da vítima e foi constatado que havia uma conexão além de um mero acidente.

Ainda de acordo com a polícia, horas antes do acidente, estava ocorrendo o aniversário da filha do ex-casal em uma residência, no povoado Jenipapo, situado em Buritirana. Após uma discussão entre os dois na festa, Ana Cleia teria saído do local e foi seguida pelo ex-marido, identificado como Carlos, mais conhecido como “Carlim”, que ao perceber que ela estava com outro homem, colidiu o veículo de forma proposital. No local do acidente, testemunhas confirmaram a suspeita da polícia.

A Polícia Civil informou, ainda, que Ana Cleia já tinha solicitado medida protetiva em fevereiro de 2021, na Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE-MA). A medida estava vigente, com validade de 360 dias, obrigando Carlos a se afastar da vítima.

Ana Cleia não teria comunicado à polícia que continuava sofrendo ameaças e, somente após a morte do casal, a polícia teve acesso a áudios em que o suspeito do crime ameaçava de morte a ex-companheira por não se conformar com o término do relacionamento que chegou ao fim há cerca de seis meses.

Após o atropelamento, Carlos fugiu e ainda não foi localizado pela polícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.