Pastora Batista celebra casamento de duas mulheres

Pastora celebra casamento gay

A tradicional Igreja Batista do Pinheiro, em Maceió, autorizou que a pastora Odja Barro celebrasse o casamento de um casal gay, formado por duas mulheres, em uma cerimônia histórica.

Embora não seja a primeira vez que a Batista do Pinheiro celebra casamentos homoafetivos, a prática sempre traz muita manchete e bastante crítica à denominação.

A pastora que celebrou o casamento foi expulsa da convenção Batista em 2016, exatamente por defender o casamento entre pessoas do mesmo sᕮxo. Odja se denomina feminista e pretende seguir quebrando esse tabu dentro da igreja evangélica.

O casamento não foi celebrado no templo. Ele ocorreu em um salão de festas, atendendo o desejo das noivas. Apesar de muitas pessoas terem criticado a postura da pastora, também houveram vários elogios em apoio ao seu ministério.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.