Pastor que dizia que ‘exigência da vacina era pecado contra Deus’ morre de Cøvid-19

Pastor Marcus Lamb Reproducao

Morreu vítima da Cøvid-19 o pastor americano Marcus Lamb, televangelista e fundador da Daystar Television Network.

O religioso havia se manifestado contra as vacinas e, supostamente, tomava ivermectina para prevenir a infecção provocada pelo novo coronavírus.

A morte do pastor foi confirmada nesta terça-feira (30/11), sem mencionar a causa da mesma. Porém, a esposa de Marcus, Joni Lamb, confirmou que o seu marido morreu de Cøvid-19, de acordo com reportagem da “Newsweek”.

Joni disse que Lamb era diabético, o que aumentava o risco de adoecer gravemente devido à Cøvid-19. Ele tinha 64 anos, outro fator preocupante para o pastor.

Há cerca de uma semana, Franklin Graham, presidente da Associação Evangélica Billy Graham, pediu orações por Marcus Lamb nas redes sociais.

No site da rede, a Daystar chamou as vacinas de “a coisa mais perigosa” que as crianças enfrentam e entrou com uma petição para impedir que as regras de vacinação do presidente Joe Biden entrassem em vigor.

Daystar Television Network também protocolou, junto com a American Family Association, um processo judicial no qual classificaram a implementação de um mandato de vacina como um “pecado contra a Santa Palavra de Deus”.

A Daystar é uma das duas maiores redes cristãs de TV, com 70 estações nos EUA. Lamb fundou a rede depois de fazer uma viagem com sua esposa a Israel, no início dos anos de 1980. Ele disse que Deus falou com ele enquanto estava na viagem e lhe disse para criar uma estação de TV cristã em Montgomery, Alabama.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.