Pastor é morto após pregar Cristo para sequestradores e pagar fiança

reverendo dauda bature

De acordo com a Fundação Hausa Christians, apesar do pagamento do resgate, sequestradores mataram na semana passada em Kaduna, Nigéria, o pastor evangélico Reverendo Dauda Bature, sequestrado em 8 de novembro.

A informação passada pelo reverendo Joseph Hayab, presidente do capítulo estadual da Associação Cristã na Nigéria, o pastor foi sequestrado por radicais fulani que ligaram para os líderes da igreja ECWA na quinta-feira para afirmar que Bature foi morto pela falta do pagamento adicional de resgate.

Segundo The Christian Post, a esposa do pastor também teria sido feita refém quando ela fez o pagamento do resgate aos pastores em 18 de novembro, e foi liberada dias antes dos sequestradores declararem que tinham matado o marido.

A esposa de Bature conta que seu marido pregou sobre Cristo aos seus captores e orou por seu arrependimento, o que os deixou irritados e pode ter contribuído para sua decisão de matá-lo.

Terroristas e radicais na Nigéria sequestraram e mataram milhares de pessoas nos últimos anos, com grupos extremistas islâmicos deslocando milhões radicais atacando milhares em comunidades agrícolas no Cinturão Médio.

Embora alguns ativistas tenham afirmado que a violência contra os cristãos nigerianos têm implicações “genocidas”, o governo nigeriano refutou tais alegações. O governo Biden retirou a Nigéria da lista de “países de particular preocupação”, no mês passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.