Pastor é espancado e expulso de cidade após tentar fazer sᕮxo com mulher casada para ‘livrá-la de maus espíritos’

O líder da Capela Graceland, em Awutu Breku (Gana), identificado como Profeta KBY Nsonyameye, foi espancado e expulso da cidade após ser pego tentando ter relações íntimas com mulheres casadas. O pregador alegava que esse ato serviria como uma forma de “limpeza espiritual”, expulsando supostos espíritos malignos.

Nsonyameye, que liderava a igreja, foi descoberto durante um flagrante armado por parentes de uma mulher casada que estava passando por problemas no casamento. Ao revelar a situação ao pastor, ele afirmou que ela precisava se relacionar com ele para resolver seus problemas conjugais.

Na última segunda-feira (22/1), o grupo surpreendeu o pastor nu no quarto da fiel, o agrediu e o arrastou para fora da casa. Residentes locais continuaram as agressões antes de banirem o líder religioso da cidade, advertindo-o para não retornar.

Nsonyameye foi denunciado à polícia local e já havia sido interrogado no ano anterior em relação a um incidente envolvendo uma menor. O caso destaca a importância de denúncias contra abusos e práticas inapropriadas, mesmo quando envolvem líderes religiosos.

Com informações do jornal Extra.