Partido da Mulher Brasileira muda de nome; Bolsonaro cogita se filiar

Brasil 35 868x644 1

A diretoria do PMB (Partido da Mulher Brasileira) aprovou no sábado (24.abr.2021) a mudança de nome para Brasil 35. A sigla é comandada por Suêd Haidar Nogueira e é uma das cotadas para o presidente da República, Jair Bolsonaro, se filiar. O mandatário está sem partido desde que deixou o PSL, em novembro de 2019, para tentar criar o Aliança pelo Brasil.

Receba a newsletter do Poder360

seu e-mail

O PMB, fundado em 2008, elegeu 46 vereadores e uma prefeita nas eleições municipais de 2020. Conquistou o registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em 2015. Na esfera federal, não elegeu nenhum deputado ou senador. Tem 48.341 filiados. O novo nome ainda não foi aprovado pela Corte eleitoral.

Ao jornal O Globo, Haidar negou que a mudança do nome tenha relação com uma possível filiação do presidente. Mas disse “manter conversas” com Bolsonaro e seu filho 01, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

“Houve, sim, uma conversa com o presidente. E tem que existir diálogo. A gente continua conversando com todos os partidos. O partido não tem que entrar numa bola dividida que não é nossa. Foi uma conversa muito tranquila, de discussão da questão das pautas necessárias, que foram várias, por exemplo, a questão da saúde, educação. E da possibilidade de o presidente vir [para o PMB] foi feita da forma que ele deve ter procurado conversas com outros partidos. Não foi só com a nossa equipe”, disse a presidente nacional do Brasil 35 à publicação.

Em março, o mandatário disse que está “namorando” uma sigla na qual possa ser dono de sua estrutura partidária, mas não disse qual. Antes já havia dito que, se seu novo partido não fosse formado até março, procuraria outro.

Também no sábado (24.abr.2021), o delator do mensalão, Roberto Jefferson, afirmou que Bolsonaro se filiará ao Patriota. “O PR [Presidente da República] Bolsonaro se encaminhando para o Patriota. Combinamos de conversar as coligações por Estados”, publicou em seu perfil no Twitter.

Flávio Bolsonaro (Republicanos-SP) disse na 6ª feira (23.abr.2021) ao O Globo que o pai deve ir para um partido “menor”. Afirmou que está conversando com representantes do Patriota, PMB (agora, Brasil 35) e DC.

“Mas, independentemente de o presidente não se filiar ao PP nem ao PSL, selamos na 3ª feira (20.abr.2021) um compromisso de que tanto PP quanto PSL estarão na coligação do Bolsonaro em 2022. A conversa foi na minha casa, com o presidente do PP, Ciro Nogueira, e o vice-presidente do PSL, Antônio Rueda”, declarou o congressista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.