Participante de Pesadelo na Cozinha diz que enganou Band para fazer reality

6 56

O chef Marco Ungaro, que participou da segunda temporada do Pesadelo na Cozinha, afirmou que inventou um enredo para conseguir entrar no reality da Band, comandado por Érick Jacquin, 56. O cozinheiro fez essa revelação durante entrevista ao canal ZL Podcast, no Youtube. A participação do Ungaro foi ao ar em 2019, quando Jacquin avaliou a hamburgueria Hero’s Burger, onde Ungaro trabalhava. Hoje, ele é funcionário do Président, restaurante do chef francês, em São Paulo.

Ungaro contou que, para convencer a equipe da hamburgueria a participar do reality, ele combinou que todos deveriam por nele a culpa de todos os erros apontados por Jacquin. “Foi um combinado entre a turma da Heroes, sem a Band saber. Ninguém queria gravar, diziam: ‘ah, vai sujar o meu nome’. Então pensei, ‘vamos fazer o seguinte, fala que eu sou o erro do restaurante’. Pronto. Por isso, todo mundo falava mal de mim. A Band achava que era real”, disse na entrevista.

Apesar disso, Ungaro afirmou que os problemas enfrentados pela hamburgueria eram de verdade. “Aquilo era real: não lavar o chão, o estoque feder, a coifa não pegar, a gente não ter maquinário.”
O cozinheiro afirma que insistiu para que a equipe participasse porque acreditava que o programa traria visibilidade para o restaurante, que estava com pouco movimento na época.

“Eu tinha acabado de me mudar para São Paulo. Fiquei quatro meses passando fome e frio em São Paulo. Não tinha um centavo no bolso. Dormia num quartinho. Não tinha dinheiro para comprar uma coberta”, contou. Ungaro também participou de outros dois realities: “Hell’s Kitchen”, no SBT, e “”, na Record.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.