dentro

Pantanal: entenda o encontro entre Maria Marruá e o Velho do Rio

No capítulo de “Pantanal” da última terça-feira (5), Maria Marruá (Juliana Paes) virou onça pela primeira vez para defender sua filha, Juma, de uma ameaça da natureza.

A cena que impressionou internautas foi cercada de mistérios como a aparição do Velho do Rio, mais um personagem mítico que aparece em meio à natureza para ajudar animais ou apontar caminhos para personagens da trama.

Seu aparecimento durante o parto da personagem de Juliana Paes não foi em vão. Após ver o esforço da mulher para dar à luz, o homem observou Maria deixar a garota sozinha em uma canoa e agiu para colocar em prova o elo entre ela e sua cria.

Na lenda, abordada na trama original, o Velho do Rio pode se transformar em uma sucuri gigante, como a que foi vista por Maria pouco tempo depois de abandonar a filha.

Foi justamente a situação de perigo, criada pela entidade das matas, que forçou a personagem a colocar seus instintos em prova e se transformar em onça para salvar a filha. Vale lembrar que no capítulo, os animais se olharam por longos minutos até que a cobra foi embora e deixou as duas em paz.

Após o acontecido, o feito de Maria Marruá ficará conhecido como uma lenda pelos personagens da trama e será levado aos quatro cantos do Pantanal.

Quem é o Velho do Rio?

O personagem é a forma que Joventino (Irandhir Santos) assume após seu desaparecimento misterioso.  O Velho do Rio é uma entidade mística que ronda a região e age como um guardião espiritual do Pantanal. Além da forma humana, o Velho do Rio costuma aparecer também sob a forma de uma enorme sucuri.

Na primeira versão da novela, o personagem foi interpretado Cláudio Marzo em seus três momentos, Joventino na primeira e segunda fase e o Velho do Rio na terceira. Segundo Bruno Luperi, responsável pela nova versão, Marzo precisou assumir os três papéis por questão de logística e acabou dando um show de atuação.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.