Palmeiras vende Matias Viña para Roma

inbound5068466867191946010

Assim como aconteceu com o colombiano Yerry Mina, o Palmeiras sabia que não usufruiria muito de Matías Viña.

A direção do clube comprou o lateral esquerdo uruguaio em janeiro de 2020 com a intenção de valorizá-lo. E vendê-lo para a Europa.

E é o que está acontecendo. O interesse, a sondagem, a discussão de valores e, finalmente, a conversa final levaram meses. Até que hoje tudo está praticamente fechado com a Roma.

O jogador de 23 anos já se acertou com o clube italiano. E a transação está para ser anunciada nas próximas horas.

Vale lembrar quanto o Palmeiras pagou por 57% dos direitos do jogador ao Nacional, de Montevidéu. Foram 3,5 milhões de euros, cerca de R$ 21,1 milhões.

E a venda está encaminhada em 11 milhões de euros, cerca de R$ 66 milhões.

Mais 2,5 milhões de euros, cerca de R$ 15 milhões, caso ele se torne titular e jogue certo número de partidas por temporada. O número não foi revelado.

Fechada a transação, o Palmeiras receberá R$ 37,2 milhões. Mais de R$ 16 milhões de lucro.

Abel Ferreira sabia da situação desde que chegou ao Palmeiras. A meta era vender Viña nesta janela do meio do ano.

O Porto tentou comprar o jogador, mas o lateral não se interessou. Ele estava com receio de ir para a Roma, porque sabia que ficaria na reserva de Spinazzola, jogador da Seleção Italiana. Como Spinazzola teve uma séria contusão no tendão de Aquiles durante a Eurocopa, ficando sem atuar por pelo menos seis meses, Viña aceitou a transação.

O Palmeiras seguirá com Victor Luis e Lucas Esteves na posição. Com direito a Abel Ferreira usar também Gustavo Scarpa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.