Palmeiras quebra tabu após 5 anos sem vencer no Beira Rio

inbound8445245871861037585

Com um a menos e acuado a maior parte do segundo tempo —Kuscevic foi expulso—, o Palmeiras foi valente para conseguir uma vitória muito importante sobre o Internacional fora de casa, com gol aos 43 da segunda etapa: 2 a 1.

Com o resultado, o Palmeiras vai a 16 pontos, ficando um ponto atrás do líder Red Bull Bragantino. Já o Inter fica com nove pontos.

O Palmeiras, que começou mais ligado, abriu o placar logo aos 9 do 1º tempo. Scarpa bateu escanteio, Raphael Veiga bateu a gol e Deyverson, no caminho, desviou de direita para o gol, fazendo 1 a 0.

Com o resultado a favor, o Palmeiras conseguiu controlar o Internacional, que só melhorou no jogo a partir dos 30 minutos. O Palmeiras conseguiu suportar a pressão, e o jogo foi para o intervalo com os paulistas na frente.

Na segunda etapa, o jogo estava aberto, com o Internacional buscando o empate, mas o Palmeiras sabendo ser inteligente para não sofrer muito perigo. Aos 13, Zé Rafael colocou Raphael Veiga na cara do gol. Era para ser o 2 a 0, mas o palmeirense bateu mal, para defesa de Daniel. E aí, o Inter ficou com o jogo nas mãos.

Logo no contra-ataque, os colorados chegaram à área com Caio Vidal, empurrado por Kuscevic. O árbitro não viu na hora, mas o VAR o chamou para mostrar o lance, que ainda culminou com um cartão vermelho para o zagueiro chileno, aos 17. Edenilson bateu e empatou.

O Inter, claro, tomou então conta do campo defensivo do Palmeiras e fez enorme pressão, com Jaílson brilhando e salvando o Alviverde. Nos contra-ataques, o Palmeiras chegou com perigo algumas vezes. A mais perigosa, aos 39, com Deyverson cara a cara após enfiada perfeita de Danilo.

E foi Danilo, aos 45, quem fez o segundo do Palmeiras. Após boa jogada pela direita, Danilo Barbosa ganhou de Heitor e cruzou com perfeição para Danilo bater meio desajeitado, mas mesmo assim fazer o gol.

Palmeiras começou mais intenso

Abel Ferreira escalou seu time para abafar a saída de jogo do Internacional e conseguiu sucesso nos instantes iniciais. Com o gol logo aos 9, com Deyverson, o Alviverde conseguiu administrar o jogo e esteve perto de ampliar em mais de uma oportunidade.

Internacional melhora a partir dos 30 do 1º tempo

A deficiência na marcação do setor esquerdo da defesa do Palmeiras permitiu um caminho para o Inter, que cresceu e quase chegou ao empate em chutes de Yuri Alberto e cabeçada de Edenilson.

Abel Ferreira reforça a marcação para segunda etapa

Principal desafogo ofensivo do Palmeiras, Breno Lopes, que fazia boa partida e chegou a fazer um gol corretamente anulado, foi sacado para a entrada de Victor Luís. A ideia do técnico era tentar coibir as chegadas de Caio Vidal.

Palmeiras perde chance cara a cara, comete pênalti no contra-ataque e perde Kuscevic

O Palmeiras teve uma chance cristalina de gol desperdiçada cara a cara por Raphael Veiga, aos 13. Zé Rafael recebeu sozinho pela esquerda do ataque, soube atrasar a jogada e fez passe perfeito para Veiga, sozinho, bater a gol. Na passada, ele errou o chute. No contra-ataque, o Inter chegou à área, Kuscevic empurrou Vidal, cometeu pênalti e, após checar o VAR, o pênalti foi anotado. O chileno ainda foi expulso.

Edenílson bate com categoria e empata para o Inter

Na cobrança, Edenilson deslocou o goleiro Jaílson e fez seu quarto gol de pênalti na atual edição do Campeonato Brasileiro. Foi seu 13º em 13 cobranças desde sua chegada ao clube.

Gol salvador no fim

Perto do apagar das luzes, o volante Danilo, em contra-ataque mortal alviverde, aproveitou cruzamento rasteiro de Danilo Barbosa e, em chute esquisito, decretou a vitória do Verdão no Beira-Rio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.