Palmeiras pode conquistar título inédito da Recopa e faturar premiação Milionaria

Depois de fechar 2020 com três títulos, o Palmeiras abre sua busca por novas conquistas na próxima semana, quando enfrenta o Defensa y Justicia, da Argentina, valendo a taça da Recopa Sul-Americana. O jogo de ida é no dia 7, em Buenos Aires.

PUBLICIDADE

Atual campeão da Libertadores, o Verdão busca contra os argentinos, atuais campeões da Copa Sul-Americana, seu primeiro título na competição.

A Recopa Sul-Americana foi disputada de 1989 a 1998, quando o vencedor da Libertadores enfrentava o ganhador da Supercopa (torneio que envolvia todos os campeões da Libertadores) ou da Copa Conmebol caso  mesmo time vencesse os dois torneios.

Em 1999, quando os palmeirenses conquistaram pela primeira vez a Libertadores, a Conmebol não organizou a disputa, que foi retomada em 2002 após a criação da Copa Sul-Americana.

Depois de arrecadar mais de R$ 200 milhões em premiações por causa de seu desempenho esportivo em 2020, o Palmeiras pode reforçar seu caixa com a Recopa.

O campeão do torneio vai receber US$ 1,25 milhão (cerca de R$ 7 milhões), enquanto o vice fica com US$ 750 mil (R$ 4,2 milhões).

Ao contrário do que ocorreu nas conquistas do Paulistão, da Copa do Brasil e da Libertadores, o contrato de patrocínio com a Crefisa não prevê uma nova bonificação por causa da Recopa Sul-Americana.

O jogo de volta entre Palmeiras e Defensa y Justicia está marcado para o dia 14. Com a indefinição sobre a realização de jogos em São Paulo por causa da pandemia, o Verdão indicou para a Conmebol o estádio Mané Garrincha, em Brasília, como palco da decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.