Palmeiras não desiste de Castellanos, mas se assusta com pedido de R$ 100 Milhões

inbound1938929603910373351

O Palmeiras pode retomar de vez as negociações por Valentín ‘Taty’ Castellanos, atacante do New York City, dos Estados Unidos, mesmo que a negociação não seja para ter o jogador já na disputa do Mundial de Clube. Segundo o site ‘Nosso Palestra’, a diretoria Alviverde já está ciente de o estafe do argentino espera por uma nova oferta pelo atleta e resolveu fazer uma nova consulta para as condições de um eventual negócio.

De acordo com a publicação, o Palmeiras ouviu que a negociação completa por Castellanos, contanto comissões, taxas e encargos, pode custar R$ 100 milhões, com um pagamento integralmente à vista. Assustada com o montante, a diretoria palmeirense praticamente descartou avançar as conversas pelo atacante argentino.

 

 

Pelo lado do estafe de Castellanos, a ideia era de que a negociação pudesse ser concretizada por cerca de R$ 70 milhões, mas considerando a urgência do Palmeiras pela negociação, o New York City elevou o valor a um patamar inviável para o clube. Vale lembrar que o Verdão tem até o dia 24 de janeiro para enviar à Fifa a lista completa de inscritos para a disputa do Mundia

A principal expectativa do New York City e do próprio Castellanos é aguardar alguma oferta do futebol europeu, considerando que a janela de transferências das principais ligas ficará aberta até o dia 31 de janeiro. Recentemente, o argentino chegou a arrancar elogios do técnico Pep Guardiola, do Manchester City, que também pertence ao Grupo City, dono do clube norte-americano.

 

Na última semana o Palmeiras recebeu uma negativa do Bayer Leverkusen pelo empréstimo do argentino Lucas Alario, ex-River Plate. Segundo o UOL Esporte, o Verdão ofereceu 1 milhão de euros (R$ 6,3 milhões) pelo empréstimo de um ano do atacante, e teve a presidente Leila Pereira pessoalmente à frente das negociações, falando diretamente com os alemães e com Pedro Aldave, empresário do jogador.

 

“Eles (do Bayer Leverkusen) não queriam vender o jogador. A impressão é que eles estão esperando a janela europeia e apenas sondando o mercado. A questão não foi financeira”, informou à reportagem uma das pessoas envolvidas nas conversas entre Palmeiras e o clube alemão por Lucas Alariolriol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.