Palmeiras atropela Universitario por 6a0

inbound9004991902051422283

(27), no Allianz Parque. Uma partida que pareceu fácil desde o começo, mas que ficou extremamente fácil após a expulsão de Quinteros. O resultado é a maior goleada do time no Allianz Parque desde a inauguração, em 2014.

Com o resultado, o Palmeiras chega a 15 pontos e fica com a segunda melhor campanha geral da fase de grupos — o Atlético-MG de Cuca foi o melhor. Mas, com 20 gols, ficou com o melhor ataque e saldo de 13 gols.

A pontuação do Alviverde neste ano foi suficiente para que o time fosse o 1º em 2019. No ano passado, o clube foi 1º no geral com apenas um ponto a mais.

Primeira chegada perigosa do Universitario rendeu cartão vermelho

O Palmeiras já tinha muito mais volume de jogo quando, aos 17 do 1º tempo, Quinteros foi expulso. O jogador peruano foi lançado em velocidade mas perdeu o domínio da bola, após deixar a bola quicar. Weverton, que já vinha saindo para cortar o lance de cabeça, foi então atingido pela sola da chuteira do adversário.

Bola na trave em boa jogada de Scarpa

A melhor jogada do Palmeiras no primeiro tempo, até os 37, saiu dos pés de Gustavo Scarpa. O camisa 14 entrou na área pela direita, após troca de passe e enfiada de Danilo. Aplicou então um belo drible em Rugel e bateu de esquerda, no pé da trave esquerda de Carvallo.

Viña como surpresa em belo cruzamento de Menino: de ala para ala

Dois dos jogadores que tentam voltar ao radar de Abel Ferreira para os jogos mais importantes, Gabriel Menino, na ala, cruzou e contou com pequeno desvio de Guarderas para encontrar Viña, surpresa no meio da área, que desviou de pé direito e abriu o placar, aos 37.

Zé Rafael aproveita vacilo e amplia

Em jogada pela esquerda do ataque, Viña encontrou Scarpa próximo ao círculo central. De cabeça, o meia tentou lançar Zé Rafael. O toque saiu fraco, mas o zagueiro do Universitario se enrolou, e Zé carregou livre para bater na saída do goleiro: 2 a 0.

Gol anulado e, na sequência, gol confirmado

O Palmeiras chegou ao terceiro gol minutos depois de ter um gol anulado com Wesley, pela esquerda do ataque. O bandeira assinalou impedimento erradamente, aos 5. Mas, aos 9 Gustavo Gómez aproveitou jogada confusa da defesa peruana e aproveitou rebote de fora da área.

Rony mal tinha entrado em campo quando apareceu na pequena área, cara a cara com o goleiro, após cruzamento de Viña e cabeçada fraca de Gabriel Menino. O camisa 7 mergulhou e fez o quinto do time na partida. E ele queria mais. Após erro do goleiro e do zagueiro Alonso, que recuou fraco para Carvallo, o camisa 7 bateu forte na saída do arqueiro e fez seu segundo no jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.