Pai de vítima do ataque em SC: “Buraco no peito que nunca vai sarar”

Leonardo Felipe Fernandes de Barros é pai de Anna Bela Fernandes de Barros, de apenas 1 ano e 8 meses, morta em creche,

Leonardo Felipe Fernandes de Barros perdeu a filha Anna Bela Fernandes de Barros, de apenas 1 ano e 8 meses, no atentado em uma creche em Saudades, no Oeste de Santa Catarina. Ao todo, cinco pessoas morreram. “Não tenho palavras para explicar [o que estou sentindo]. Só existe um buraco em nosso peito que nunca vai sarar”, disse.

O pai da garotinha afirmou que não conhece o autor dos assassinatos, Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, que invadiu a creche. Ele está internado em estado gravíssimo após tentar se matar.

“Ela é um verdadeiro anjinho. Uma de suas primeiras palavrinhas foi justamente carinho, porque ela adorava fazer em todos. Sempre estava correndo e sorrindo. Sempre fazia amizades onde estava”, disse Leonardo Felipe ao G1.

Investigação

O delegado Jerônimo Marçal Ferreira, responsável pela apuração do ataque, apura o histórico comportamental e a saúde mental de Fabiano. Segundo o investigador, o jovem tem perfil mais quieto e não costumava sair muito de casa.

Inicialmente, segundo o delegado, o autor não tem passagens pela polícia. Agora, familiares serão ouvidos para que o perfil do agressor possa ser traçado. “Ainda não temos o histórico pessoal dele”, adiantou.

Jerônimo Marçal, em entrevista coletiva no fim da manhã dessa terça-feira (4/5), contou detalhes da dinâmica da barbárie. “Ele começou a atacar a professora, que correu para uma sala onde estavam as crianças”, destacou o investigador, de acordo com o site NSC Total, parceiro do Metrópoles.

O crime

A Escola Infantil Pró-Infância Aquarela foi invadida por Fabiano por volta das 9h30 dessa terça-feira. Saudades tem apenas 10 mil habitantes e fica no extremo oeste de Santa Catarina.

Segundo informações da Polícia Civil de Santa Catarina, Fabiano usou uma adaga para desferir os golpes.

Entre as vítimas, estão a professora Keli Adriane Aniecevski, 30 anos; a agente educadora Mirla Renner, 20; e três crianças menores de 2 anos.

A governadora em exercício de Santa Catarina, Daniela Reinehr (sem partido), decretou luto oficial de três dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.