Padre chama repórter de viadinho durante missa, após repórter dizer que amava o marido

PADRE CHAMA REPORTER DE VIADO

O padre Paulo Antônio Müller, da Paróquia NSA de Tapurah (a 428 km de Cuiabá), chamou o repórter da TV Globo, Pedro Figueiredo, de viadinho, no último domingo (13). O profissional havia recebido uma declaração do marido durante o programa RJTV, que também é repórter na emissora.

“Não é como a Globo apresenta, dois viados, me desculpa, mas dois viados, um repórter pra um viadinho chamado Pedrinho. Ridículo”, disparou o padre.

Para o religioso, o casamento de ‘verdade’ só existe entre homem e mulher.

“Que chamem a união de dois viados, de lésbicas do que quiserem como querem, mas não de casamento, por favor. Isso é uma falta de respeito para com Deus, isso é sacrilégio é blasfêmia”, disse o padre.

A fala do padre ganhou repercussão na transmissão ao vivo da igreja. Vários internautas comentaram a indignação referente à fala de Paulo Antônio.

“Homofobia é crime. Não são mais os anos 90. Não é mais tolerado o preconceito”, comentou uma internauta

“Agora quanto aos padres molestarem crianças, aí tudo bem né Santa Igreja Católica!?”, questionou outro seguidor no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.