OS 6 ANIMAIS COM A VIDA MAIS CURTA NO MUNDO

06105420946119 1

Os humanos nem sempre tiveram uma expectativa muito alta e foi preciso muito avanço científico até que muitos de nós pudéssemos viver até uma média de 80 anos de idade. Entretanto, a história da humanidade está muito mais perto de ser uma exceção do que uma regra quando nos comparamos com outras espécies.

Então, quais são os animais com a vida mais curta ao redor do mundo? Pensando nisso, nós separamos essa lista com as 6 criaturas com os menores ciclos de vida em toda a natureza. Vamos aprender um pouco mais sobre eles!

6. Camundongo – 1 ano

(Fonte: Wikimedia Commons)

A expectativa média de vida de um camundongo é de apenas um ano, o que pode aumentar caso eles sejam domesticados. Entretanto, esses pequenos roedores precisam estar atentos para as constantes ameaças do dia a dia caso queiram sobreviver por mais tempo

Predadores, como o caso dos gatos, e envenenamento são algumas das causas mais comuns para que os camundongos vivam por menos tempo. Por outro lado, essas criaturas são ótimas reprodutoras e conseguem seguir a linhagem da espécie apesar da curta vida.

5. Libélula – 4 meses

(Fonte: Pixabay)

Atualmente, existem cerca de 5 mil espécies de libélulas ao redor do mundo. Mesmo assim, o tempo de vida máximo observado em um espécime foi de apenas quatro meses — e isso tudo se elas tiverem muita sorte. Em geral, esses insetos não costumam sobreviver por “tanto” tempo.

Além de serem caçados por aranhas, pássaros, lagartos e sapos, condições climáticas muito fortes também as impede de sair da forma de larva.

4. Mosca – 4 semanas

(Fonte: Pixabay)

Poucas coisas são mais irritantes dentro de um apartamento do que as moscas, mas mesmo assim elas são extremamente comuns. Por outro lado, esses pequenos insetos caseiros vivem somente um período de quatro semanas, o que as coloca em um espaço muito delicado na natureza.

Para conseguir reproduzir sua espécie, uma mosca fêmea pode colocar até 1 mil ovos durante sua vida útil. 

3. Formiga-zangão – 3 semanas

(Fonte: Wikimedia Commons)

Assim como acontece nas colmeias de abelha, as formigas-zangão são os membros macho de uma colônia de formigas. São conhecidas pelo seu comportamento preguiçoso, sempre trabalhando menos do que as demais formigas na comunidade.

Interessantemente, esses machos sobrevivem por somente três semanas e costumam morrer logo após acasalarem. Apesar de não colaborarem muito para a cadeia operária, são fundamentais para a reprodução do formigueiro.

2. Gastrotríquios – 3 dias

(Fonte: Wikimedia Commons)

O filo Gastrotricha, cujos indivíduos são chamados gastrotríquios, representa uma série de microrganismos marinhos que vivem no fundo do mar. Essas minúsculas criaturas crescem até um máximo de 3 milímetros e costumam viver apenas três dias. Uma curiosidade sobre eles é que possuem corpo transparente e nadam junto com as correntes marítimas. 

Os gastrotríquios costumam usar centenas de tubos adesivos na parte inferior de seus corpos para se ligar a outros corpos d’água, além de possuírem órgãos reprodutores para distinguir quais deles são machos e quais são fêmeas.

1. Efeméridas – 24 horas

(Fonte: Wikimedia Commons)

Como o nome já indica, as efeméridas são criaturas efêmeras — que vivem pouquíssimo. Esses insetos são conhecidos por ter o menor tempo de vida entre todas as espécies de animais do planeta. Na melhor das hipóteses, um espécime pode sobreviver por um dia inteiro, ou simplesmente 24 horas.

Existem cerca de 2,5 mil espécies de efeméridas no mundo e algumas delas sobrevivem apenas por algumas horas. Com uma vida tão curta, o único tempo que sobra para elas é se reproduzir. Tirando isso, passam voando perto de rios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.