O que a Record não mostrou no final de "Gênesis": recebeu críticas por tirar cenas

Sem titulo 751

A Record acabou sendo alvo de críticas após exibir o último capítulo de “Gênesis” nessa segunda-feira (22). Além de não ter focado somente na história de José (Juliano Laham) e seus familiares, a emissora ainda deixou de lado momentos importantes, segundo a bíblia, gerando críticas entre os telespectadores. Confira o que não foi mostrado!

O que a Record não mostrou no final de “Gênesis”

Benção de Jacó aos netos

Sem titulo 750REPRODUÇÃO/PLAYPLUS

Uma das cenas mais aguardadas pelo público, extraída da bíblia, é o momento em que Jacó, já em idade avançada, abençoa os filhos de José, Manassés e Efraim, entregando que o caçula, apesar de não ter a primogenitura, vai ter êxito como sucessor do pai.

AdChoicesPUBLICIDADE

Os intérpretes dos pequenos chegaram a compartilhar registros do momento nas redes sociais, entregando o spoiler, mas a sequência não chegou a ir ao ar. “Não é possível que não vão colocar essa cena”, reagiu um fã da novela.

Morte emocionante de Jacó

Sem titulo 745REPRODUÇÃO/PLAYPLUS

A morte de Jacó (Petrônio Gontijo), que passa a ser conhecido como Israel, é um dos momentos mais marcantes do fim do livro “Gênesis”, na bíblia, que serviu de base para a construção da novela, mas não chegou a ir ao ar.

A Record preferiu mostrar a família em clima de celebração. Jacó morre aos 147 anos, depois de conviver por 17 anos com os parentes nas terras egípcias, adoecendo e cravando o destino de cada um dos filhos antes do seu último suspiro.

Tragédia com Rúben

Sem titulo 747REPRODUÇÃO/PLAYPLUS

De acordo com os registros sagrados, Rúben (Felipe Cunha) tem um final trágico em “Gênesis”, uma vez que, ao subir no leito de Jacó, durante a sua doença, acaba contraindo a patologia, destinado a morrer na sequência, o que também não foi mostrado.

Como já adiantamos, existe uma passagem onde o pastor conversa com os herdeiros, comunicando a todos que Rúben não vai sobreviver, mas exaltando o seu legado ao chamá-lo de “minha força e princípio de meu vigor”.

Reencontro com Abumani

Sem titulo 748REPRODUÇÃO/PLAYPLUS

Em cenas do roteiro do fim de “Gênesis”, Abumani (Dudu de Oliveira) teria um reencontro emocionante com José, depois de retornar ao seu país de origem, surpreendendo o governador e Asenate (Letícia Lima) com novidades.

Depois de disputar o coração de Amanisha (Isabel Fillardis) com Potifar (Val Pérre), o ex-escravo finalmente encontraria sua esposa e voltaria ao Egito acompanhado, não só do novo amor, mas também de um herdeiro.

Despedida de José

Sem titulo 749REPRODUÇÃO/PLAYPLUS

O livro “Gênesis” termina com a morte de José, uma das figuras mais marcantes do Egito e também da bíblia, o que não foi mostrado, já que a novela parou em outro ponto, não avançando até esse acontecimento, algo que o público também sentiu falta.

Quando está prestes a se despedir, aos 110 anos, José conversa com os irmãos. “Antes de morrer José disse a seus ir­mãos: “Estou à beira da morte. Mas Deus certamente virá em auxílio de vocês e os tirará desta terra, levando-os para a terra que prometeu com juramento a Abraão, a Isaque e a Jacó”. (Gn. 50:24).

Rosto de Neferíades

0 61REPRODUÇÃO/PLAYPLUS

Depois que Neferíades (Dandara Albuquerque) teve seu rosto mutilado, após trair o marido, chefe da guarda, o público nunca teve a oportunidade de ver como ficou o nariz da personagem após o ataque.

Mesmo no último capítulo, onde implora para servir a Apepi (Jorge Lucas), Neferíades não tirou o pano do rosto, morrendo no meio do deserto, sem conseguir atravessar o Egito após ser recusada pelo antigo Faraó.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.