Notícia-crime é apresentada contra ONG por campanha ‘Bolsonaro nu’

A imagem do presidente Jair Bolsonaro “nu”, em campanha da ONG Repórteres sem Fronteiras (RSF), pode estar com os dias contados. O deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) apresentou, nesta terça-feira (23), uma notícia-crime na Procuradoria Geral da República (PGR) solicitando a instauração de um inquérito para apurar o crime de injúria contra o presidente. Com argumento de que a peça fere a honra de Bolsonaro, o parlamentar pede a imediata retirada da imagem da campanha.

Com o slogan “A verdade nua”, a propaganda veiculada pela ONG traz uma fotomontagem do presidente sem roupa, coberto somente por uma placa que informa o número de mortes causadas pela covid-19 e o número de casos confirmados da doença no Brasil. O objetivo, segundo a organização, é criticar o método do governo de “disseminar desinformação sobre a pandemia” da covid-19.

– Essa campanha é uma completa falta de respeito. Expõe o presidente ao vexame e de ser associado à desinformação e às consequências trágicas da pandemia. Logo ele, que tem agido prontamente em todas as frentes de combate ao novo coronavírus. Essa imagem deve ser retirada do ar e os responsáveis devem responder pelo crime de injúria – defende Otoni de Paula.

Propaganda veiculada pela ONG traz uma fotomontagem do presidente sem roupa Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.