Nos pênaltis, Palmeiras perde dois títulos e R$ 9 Milhões em 3 dias

inbound1239627401913699215

As disputas por pênaltis têm sido um pesadelo para o Palmeiras em 2021. Nas últimas três disputadas, o time de Abel Ferreira perdeu todas, deixou de ganhar dois títulos (Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana) e também de faturar mais R$ 9 milhões de reais em premiação.

PUBLICIDADE

No dia 11 de fevereiro, na disputa do 3º lugar no Mundial de Clubes da Fifa, o Palmeiras perdeu para o Al Ahly, do Egito, nos pênaltis por 3 x 2, após o 0 x 0 no tempo normal. Rony, Luiz Adriano e Felipe Melo perderam suas cobranças, enquanto Gustavo Scarpa e Gustavo Gómez acertaram as suas. O Al Ahly, pelo 3º lugar, ficou com 2,5 milhões de euros de premiação (R$ 16,2 milhões), enquanto o Palmeiras ficou com 2 milhões de euros (R$ 13 milhões), ou R$ 3,2 milhões a menos.

Contra o Flamengo, no último domingo (11), o Palmeiras foi derrotado nos pênaltis por 6 x 5 depois de empatar no tempo normal (2 x 2). Na disputa por pênaltis, o time de Abel Ferreira chegou a abrir 3 x 1 de vantagem nas três primeiras cobranças, mas depois levou a virada. Luan, Danilo, Gabriel Menino e Mayke perderam suas cobranças. Já Raphael Veiga, Gustavo Scarpa, Gustavo Gómez, Viña e Gabriel Veron acertaram as suas. Com o título, o Flamengo ficou com R$ 5 milhões. Já o Palmeiras, vice, faturou R$ 2 milhões.

Já nessa quarta (14), diante do Defensa y Justicia, o Palmeiras perdeu um título de forma inacreditável. Depois de vencer o jogo de ida na Argentina por 2 x 1, o alviverde saiu na frente em Brasília com um gol de Raphael Veiga (de pênalti). Ainda no primeiro tempo, levou o empate e depois, na segunda etapa, sofreu a virada nos acréscimos. Na prorrogação, teve ainda um pênalti a favor, mas desperdiçado por Gustavo Gómez.

Com o título, o Defensa ficou com 1,25 milhão de dólares (R$ 7,14 milhões). Já o Palmeiras, pelo vice, ganhou 750 mil dólares (R$ 4,28 milhões) ou R$ 2,86 milhões a menos que o time argentino. Assim, deixou de faturar R$ 9,02 milhões com as três derrotas por pênaltis, além de perder a chance de conquistar dois títulos inéditos nessas disputas (Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana).

De quebra, foi o primeiro campeão da Libertadores a cair na semifinal do Mundial de Clubes e a não ganhar a Recopa e também o primeiro clube a perder a final da Recopa depois de ganhar o jogo de ida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.