No Maranhão, garota de 15 anos morre eletrocutada ao encostar em 'paredão' de som durante campeonato de dança

392a0d05aa adolescenteeletrocutada

A jovem aparece nas imagens recebendo a descarga elétrica. Ela morreu antes de chegar ao hospital.

A polícia investiga a morte de uma adolescente na tarde do último domingo (16), na cidade de Governador Edison Lobão, no Maranhão. A jovem identificada com Rayssa, de 15 anos, morreu após receber uma descarga elétrica ao encostar em uma aparelhagem de som automotivo, popularmente chamado de “paredão”, enquanto participava de um concurso de dança.

Imagens publicadas nas redes sociais mostram o momento em que Rayssa encosta na aparelhagem. É então que uma amiga percebe que ela não está se sentindo bem e, ao tocar nela, leva um choque. A situação é ignorada pelo apresentador da competição, que diz que não é necessário desligar a energia do aparelho.

De acordo com testemunhas, a jovem foi socorrida com vida, mas morreu antes mesmo de chegar ao hospital. A polícia vai investigar o caso para identificar a natureza do evento e se houve negligência no momento do acidente. “Nós já providenciamos algumas diligências no local para identificar quem estava na festa. Estamos tentando identificar quem era o responsável, se a festa tinha licença ou não e as circunstâncias em que a jovem foi eletrocutada”, explica o delegado regional, Alex Andrade.

A Promotoria da Infância e Juventude de Imperatriz, que fica a 30 quilômetros da cidade do ocorrido, apontou irregularidades. Entre elas, a permanência de uma menor de idade no evento.

Algo errado com esse post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.