"Não vai ser fácil", diz Huff sobre criar filho sem Marília Mendonça.

Murilo Marilia e Leo

“Vou fazer questão de falar para ele todo dia o quanto que ela era amada pelo Brasil inteiro, o tanto que ela era uma mãe excepcional. É um pedacinho dela que ficou aqui, né?”, afirmou

Murilo Huff, de 26 anos, ainda está sem conseguir entender a morte de Marília Mendonça, sua ex-namorada e mãe do filho Léo, de 1 ano e 10 meses. A cantora morreu na última sexta-feira (5) em acidente aéreo, em Minas Gerais e foi sepultada na noite de sábado (6), em Goiânia. 

“Às vezes, é muito estranho. Eu não sei explicar. A gente tem uns lapsos que parece que tá tudo ok. Aí, lembra alguma coisa e é muito confuso. Foi muito de surpresa”, desabafou o cantor, emocionado, em entrevista ao “Fantástico”.

Atualmente, o filho de Murilio Huff com Marília Mendonça está na casa da mãe da cantora. Ele diz que o fato da criança ainda ser pequena é um grande alívio para não sentir a dor da perda da artista como tem sido com amigos, familiares e fãs. 

“O Léo tá bem, graças a Deus. Agora, ele tá com a mãe dela. Graças a Deus, ele é muito pequenininho e não entende. Eu sei que vai chegar o momento que ele vai sentir falta dela, mas essa dor que a gente tá sentindo ele não vai sentir. Ele vai sentir saudade, mas essa dor, graças a deus, ele é pequenino para entender”, disse.

O cantor lembrou que a cantora lhe enviou uma mensagem antes do acidente pedindo atenção nos cuidados com o filho. A mensagem hoje é vista pelo por ele como um adeus antecipado da ex-companheira. 

“Não vai ser fácil, né? Mas tem que ser forte. Não tem outro jeito. E eu vou fazer questão de falar para ele todo dia o quanto que ela era amada pelo Brasil inteiro, o tanto que ela era uma mãe excepcional, uma filha excepcional, uma mulher excepcional, sabe? É um pedacinho dela que ficou aqui”.

Ao falar sobre o começo da história deles juntos, Murilo revelou que tinha medo de assumir o namoro: “Eu sempre tive um medo muito, muito grande das pessoas pensarem que eu estaria com ela por interesse ou qualquer coisa do tipo, pela minha profissão ser a mesma dela.

Em relação a Marília, o ex definiu: “Ela era muito intensa e amava demais. Ela amava muito, tudo. Eu sempre falo que ela é um gênio. Primeira composição, 12 anos de idade… Ela sempre foi muito à frente do tempo dela. Onde ela botava a mão, ela mudava a vida de todo mundo. Não falo financeiramente. Mas ela mudava, que fosse com uma palavra, um conselho, uma história que ela contava. Ou, sei lá, com um empurrãozinho, sabe? Para acontecer alguma coisa, ela mudava a vida de todo mundo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.