“Não grita”, intimida marido antes de abrir fogo contra a esposa.

Casal estava junto há 15 anos e compartilhava fotos românticas nas redes sociais

O Cidade Alerta acompanha o caso de Janaína, de 29 anos, assassinada a tiros pelo marido, Sérgio, de 36 anos, em um posto de combustíveis em Campinas, no interior de São Paulo. A vítima chegou a pedir ajuda e o crime foi presenciado pelas amigas da manicure.

Elas até tentaram conter a fúria de suspeito, mas ele já tinha um plano arquitetado para matá-la. Entenda o caso a seguir

O casal estava junto há 15 anos e há poucos meses postava fotos em suas redes sociais afirmando que o amor prevalecia. No entanto, a mulher foi assassinada a tiros pelo então companheiro

No dia do crime, Janaína ligou para duas amigas dizendo que havia sido agredida durante uma discussão dentro de casa. Segundo o Boletim de Ocorrência, a manicure chegou a dizer que estava machucada e precisando de ajuda

Janaína saiu de casa e parou em um posto de combustíveis para aguardar a chegada das amigas. Para não ser encontrada por Sérgio, a vítima escolheu uma vaga escondida para estacionar o carro. Minutos depois, elas chegaram e tentaram acalmar a manicure

Assim que as amigas chegaram ao local, a vítima saiu do carro. Pouco tempo depois, Sérgio também apareceu. De acordo com as testemunhas, ele estava muito nervoso. As amigas ainda conversaram com o companheiro dela, tentaram impedir e pediram para ele não fazer nada, só que ele não ouviu ninguém

Ele fez o primeiro disparo e a Janaína caiu. O agressor continuou a atirar e acertou o rosto, a axila e barriga da companheira. Ela não resistiu e morreu no local.

Segundo o relato das testemunhas, antes de atirar, Sérgio ainda disse: “Não grita!”. Foram as últimas palavras de antes de fazer os disparos. Em seguida, o suspeito fugiu e é procurado pela polícia

Até o momento, Sérgio não foi encontrado. Janaína trabalhava em um salão de beleza e era querida por todos que a conheciam. A equipe do Cidade Alerta foi até o estabelecimento, mas o local estava fechado

Os familiares de vítima se despediram da manicure no cemitério de Campinas, no interior de São Paulo. Muito abalados com o que aconteceu, preferiram não gravar entrevista. Janaína deixou um filho de 7 anos.

Fonte- R7