Não acho o trabalho do Jorge Jesus superior ao do Abel Ferreira, diz comentarista

circunstâncias envolvidas nas chegadas dos dois portugueses ao futebol brasileiro, ele acredita que o técnico do Alviverde teve mais dificuldades devido à pandemia, e ainda assim conquistou ótimos resultados.

PUBLICIDADE

“Se eu não me engano, o Jorge Jesus jogou só o Campeonato Brasileiro e a Libertadores (Birner cita que o Jesus comandou o Fla na eliminação para o Athletico na Copa do Brasil). O Abel chegou em que situação? Quantos campeonatos ele jogou? O Calçade acabou de falar, vai ser a primeira semana, eu acho, o primeiro período, que ele vai ter para trabalhar um pouco a equipe. O Mauro já até falou que ele vai ter jogo quarta e domingo, quarta e domingo – disse Zé Elias, nesta quinta-feira, no programa “Futebol na Veia”, da ESPN Brasil”.

“Então, a gente tem que analisar o momento do Jesus, como ele chegou, como ele trabalhou, o momento da chegada do Abel, como era a equipe, a forma como ele disputou. Por exemplo, eu tenho minhas dúvidas se o Jorge Jesus iria conseguir colocar a equipe do Flamengo para jogar tão bem como jogou na questão da pandemia. Porque você não sabia como ia acontecer, um jogo a cada três dias, viagens (…) Não estou tirando o mérito, porque ele teve mesmo, mas dizer que o trabalho do Jorge Jesus é muito superior ao do Abel, eu não avalio desta forma, porque o Abel teve dificuldades que o Jorge Jesus não teve”, completou.

Pelo Flamengo, Jorge Jesus conquistou o Campeonato Brasileiro, Libertadores, Campeonato Carioca, Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana. Já Abel Ferreira, ainda com menos tempo de trabalho, conquistou a Copa do Brasil e a Libertadores pelo Palmeiras.

Algo errado com esse post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.