dentro

Mulheres são detidas tentando entrar em presídio com droga e celulares dentro do ânus

Duas mulheres foram presas tentando entrar com celulares e uma porção de drogas escondidos em seus ânus na penitenciária de Patrocínio, no Alto Paranaíba, Minas Gerais. Ambas foram descobertas ao passar pelo verficação do equipamento conhecido como body scan.

A primeira a ser flagrada, de 36 anos, tinha dois minicelulares, dois chips de e um cabo de carregador de celular introduzidos no reto. As policiais penais viram que ela havia tentado esconder os equipamentos durante o escaneamento corporal.

Questionada sobre o que era aquilo, a mulher confessou que tentava entrar com os celulares para entregar ao namorado, que está preso no pavilhão 3 da unidade.

Pouco tempo depois, outra visitante, de 27, também foi identificada pelo body scan com cerca de 45 gramas de substância semelhante a maconha escondida na região anal. Ela também fez cadastro como companheira de um preso, desta vez do pavilhão 2 da penitenciária.

Tanto a droga quanto os celulares foram retirados dos corpos das mulheres e ela foram levadas para a delegacia da Polícia Civil de Patrocínio.

Relatório

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.