Mulheres eram "rifadas" em casa de prostituição

Sem titulo 30

A Polícia Civil, desarticulou uma casa de prostituição no bairro do Itaigara, em Salvador, na noite da última 4ª feira (1º.set), onde mulheres eram sorteadas em uma “rifa”, para realizarem programas sexuais. 

Quando os agentes chegaram ao endereço, clientes estavam com as garotas. O esquema era divulgado em um perfil da casa de prostituição nas redes sociais. Garrafas de uísque e cervejas também eram oferecidas como prêmio. 

De acordo com a delegada Simone Moutinho, as mulheres eram tratadas como simples mercadorias: “Elas eram ‘coisificadas’ ao serem tratadas como objetos, negociadas em ‘rifa’ e niveladas a bebidas alcoólicas, além da própria exploração sᕮxual. Encontramos seis garotas de programa no imóvel, que confessaram a atividade naquele local”. 

Os investigadores encontraram mais de R$ 32 mil, além de euros, dólares, cheques e máquinas de cartão de crédito. Cadernos com anotações sobre a movimentação financeira e alguns documentos, que provavam a exploração sᕮxual das mulheres, foram apreendidos. 

A dona do local foi presa em flagrante por exploração sᕮxual de mulheres. 

O operação contou com equipes da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente e com o apoio do Núcleo de Inteligência do Departamento de Polícia Metropolitana.

ASSISTA A REPORTAGEM ABAIXO:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.