Mulher sai para almoçar e é achada morta seminua em matagal

Screenshot 20211123 141851

Mulher sai para almoçar e é achada morta, seminua e com hematomas no rosto

Uma mulher identificada como Susana Dias Batista, de 47 anos, que estava desaparecida depois de sair com o veículo da empresa onde trabalhava, na última quarta-feira (17), foi encontrada morta na tarde desta quinta (18) em uma área de mata, entre Alambari e Itapetininga (SP).

Segundo o G1, o corpo da mulher foi encontrado por parentes que faziam buscas às margens da Rodovia Vereador Humberto Pellegrini (SP-268), onde ela foi vista pela última vez por dois ciclistas, conforme a família.A Polícia Civil informou que Susana tinha vários hematomas no rosto e estava usando apenas roupas íntimas. As causas da morte dela serão investigadas.

A filha de Susana, Tainá Cesar, de 25 anos, contou ao G1 que, assim que soube do desaparecimento, rastreou o celular da mãe e realizou buscas pelos locais onde ela teria passado.“Vi que o sinal do celular da minha mãe indicou que ela passou por uma farmácia e depois por Alambari. Fui até os comércios e pedi as imagens. Consegui vídeos e descobri que minha mãe foi abordada por um homem, ainda na farmácia”, conta a jovem.

Câmeras de segurança mostram o momento em que a picape que Susana utilizava, estava estacionada na Rua Padre Albuquerque, no centro de Itapetininga, e uma possível abordagem. Um homem se aproxima, olha em volta, e aparenta entrar no veículo pela porta do motorista

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.