Mulher que teve 90% do corpo queimado ao cozinhar com álcool morre em SP

axhrdlteced9noc7zkvnqglpl

Ela estava internada vítima estava internada na Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital Geral de Vila Penteado, na Zona Norte de São Paulo, desde o acidente, no dia 2 de setembro

Morreu nesta segunda-feira (27), Geisa Sfanini, de 32 anos. Ela teve 90% do corpo queimado quando tentava cozinhar utilizando álcool de combustível, no dia 2 de setembro, em Osasco, na grande São Paulo. As informações são do G1 .

Geisa estava internada na Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital Geral de Vila Penteado, na Zona Norte de São Paulo. O filho, de 8 meses, também se queimou 18% do corpo, mas passa bem.

A morte foi confirmada pela vizinha Mônica Teixeira de Oliveira, de 34 anos. Ela explicou que Geisa passava por dificuldades financeiras e não tinha dinheiro para comprar gás de cozinha. 

Geisa Stefanini e o filho Lucas Gabriel viviam em um quarto e cozinha pago pela Prefeitura de Osasco, através de um programa de bolsa aluguel. Ela estava desempregada e sustentava a casa com cerca de R$ 375 que recebia do Programa Bolsa Família, além de bicos como vendedora de perfume.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.