Mulher foge de casa e abandona os filhos e o marido para começar uma nova vida

Screenshot 20211215 073554

Em uma publicação emocionada ela relatou sobre como abandonou seu marido e seus quatro filhos para buscar uma nova vida nos Estados Unidos.

Uma mulher buscou o Reddit para confessar ter abandonado seu marido e seus quatro filhos em busca de uma vida melhor nos Estados Unidos.Na publicação realizada pelo The Mirror é possível acompanhar os detalhes da postagem, feita de forma anônima, pela mulher.

Sem dizer o nome de seu país de origem, ela conta que nasceu em 1950 e se casou com seu marido quando tinha apenas 16 anos.“Eu tinha um vizinho, vamos chamá-lo de Dan. Nós éramos amigos desde que ele se mudou. Eu definitivamente sabia que ele gostava de mim, mas agora posso reconhecer que o que eu sentia por ele era totalmente platônico”, conta a mulher.

Segundo seu relato, os dois começaram a namorar quando ela tinha 15 anos de idade. Apesar do relacionamento ser agradável, ela não estava completamente apaixonada por ele.“Meus pais e os dele, a essa altura, já estavam nos pressionando sobre casamento e filhos. Eu sabia que não queria nada disso, mas sendo os anos 60 e no meu país, não tive muita escolha”, conta.

O casamento aconteceu quando ela tinha 16 anos e seu marido 18. Aos 20 anos a mulher já era mãe de quatro filhos, incluindo um casal de gêmeos, mas ela afirma que “odiava” sua vida e por isso desejava partir.

Ela deixou tudo para trás em busca de um novo começo

Em seu relato emocionado, a mulher explica: “Eu odiava muito minha vida. Meus filhos tinham problemas de saúde e eu não tive qualquer ajuda. Dan tinha se adaptado ao estilo de vida de um pai daquela época, o que me fazia só cuidar disso (casa e filhos)”.

“Meus gêmeos tinham o que agora seria diagnosticado como autismo severo, meu filho nasceu diabético e minha filha era a única sem problemas de saúde”, relata a mulher que em seguida afirma: “Eu odiava minha vida e sonhava em ir embora todos os dias”.Diante dessa situação, a mulher alega ter confiado na opinião de uma amiga que disse que ela “deveria simplesmente ir embora”, e começou a planejar sua fuga.

Sem contar para a família ela fugiu e se refugiou nos Estados Unidos. Por conta de sua condição de refugiada a mulher teve a oportunidade de “criar uma nova identidade” para si mesma.Já nos Estados Unidos, ela conheceu outro homem com quem teve outro filho, e após se divorciar dele conheceu sua esposa, com quem se casou em 2017.

Passado algum tempo, a mulher decidiu entrar em contato com sua amiga, que a incentivou a fugir, e soube que “toda a sua família presumiu que ela foi sequestrada e morta”.A amiga ainda relatou que seu marido colocou os quatro filhos em um orfanato e mais tarde “morreu sozinho” após jurar nunca mais se casar.

Apesar de tudo, ela afirma não se sentir culpada da situação. “Acabei voltando a entrar em contato com minha amiga, ela me disse que guardou meu segredo por todos estes anos”.

“Honestamente, eu não sinto culpa. Sinto-me livre. Eu não me arrependo do que fiz. Eu nunca disse a ninguém o que fiz, nem a meu segundo marido, a minha esposa ou a minha filha. Eu os deixei para morrer basicamente, e não me arrependo nem por um único segundo porque amo minha vida”, finaliza a mulher.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.