Mulher fica com dedos roxos após ter piolho-de-cobra preso no tênis

Sem titulo 51

A jovem Thassynara Vargas, de 25 anos, do Rio de Janeiro, ficou com os dedos dos pés roxos após um gongolo, animal conhecido popularmente como piolho-de-cobra, ficar preso em seu tênis. Ela compartilhou um relato do ocorrido em suas redes sociais, e contou que a sensação foi de “desespero total”.

Ela se arrumou, calçou o tênis e chegou ao local de trabalho. Lá, percebeu algo estranho em seu calçado.

Veja fotos:

Sem titulo 49 Sem titulo 50

“Notei que tinha um bicho no meu sapato, quando bati o tênis vi que tinha um gongolo, matei ele, calcei o tênis novamente e segui com o meu dia. Quando eu cheguei em casa 19h, eu tirei um tênis, vi que o meu pé estava desse jeito”, contou no Twitter, junto a fotos do estado do pé.

Socorro!

Seus dedos ficaram completamente roxos por conta do piolho-de-cobra, e ela contou que pediu ajuda. “Comecei a gritar! A pedir socorro! Minha mãe me colocou no box, comecei a lavar o pé e nada dessa coisa sair. Liguei para o meu namorado e logo corremos para o hospital”, relatou.

 ALERTA  
Oi pessoal, resolvi compartilhar com vocês uma situação que aconteceu comigo sexta-feira para que sirva de alerta para todos vocês.
Sexta de manhã eu me arrumei normalmente e calcei o tênis e fui trabalhar, demorei cerca de 10 minutos até a loja.

— Thassynara Vargas (@thassynara) October 31, 2021

conteudo patrocinadoSIBUTRASILAdeus gordura: Anvisa libera pílula emagrecedora natural para pessoas acima dos 40 anos de idadeLIPOSILAnvisa libera pílula que suga a gordura profunda do corpoVOIP | LINKS PATROCINADOSQuanto devo esperar economizar com um telefone VoIP em São Paulo?

No hospital, teve de ser avaliada por três médicos, e foi orientada a cuidar da ferida, que poderá durar entre 7 a 15 dias. Apesar da cor, ela diz não sentir nenhuma dor.

Mas fez o alerta a seus seguidores: “Sempre antes de colocar um sapato fechado, olhem, batam o calçado no chão, prestem muita atenção antes de calça-los. Por favor, tomem muito cuidado”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.