dentro

Mulher falece após médico ter afirmado que era apenas gases e a mandou para casa

Infelizmente no Brasil, muitos órgãos públicos, essenciais para a população ao tem sequer profissionais preparados para lidar com as pessoas. Um problema sem tamanho, em um país tão grande como o Brasil, depender de hospitais ou segurança pública é a mesma coisa que nada.

Todos os dias nos surpreendemos com casos ainda mais revoltantes, e só vemos o quanto a população sofre dependendo de atendimentos essenciais. Uma mulher identificada como Altiane Costa Silva, de 43 anos, faleceu após ir pra casa, depois de ter procurado ajuda médica.

A mesma estava com fortes dores no peito, e se encaminhou até uma unidade de saúde, para descobrir do que se tratava. Na unidade o médico prescreveu medicações injetáveis, e afirmou a mesma que se tratavam apenas de gases, a liberando pra casa, sem ficar em observação.

Depois que chegou em sua casa, a mulher faleceu, ela foi encaminhado pro hospital já morta, e lá o pior ainda aconteceu. O hospital se recusou a dar o laudo confirmando a causa da morte da vítima, deixando ainda mais explícito o erro médico, algo muito grave e de tamanha tristeza pra família.

A família da vítima pede por justiça, pois entende que a mulher estava infartando, e se recusaram a sequer deixá-la em observação. Com o diagnóstico errado a vítima, os familiares culpam o hospital do óbito da mulher, uma tristeza realmente, que só é vista e enfrentada em países sujos como o Brasil.

A todo o momento chegam mais informações sobre o caso, a polícia está investigando, e novas atitudes podem ser tomadas, mas até o momento as atualidades informam que não há provas de negligência. Continue seguindo nosso site e esteja sempre informado sobre os maiores acontecimentos do Brasil e do mundo.


O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.