Mulher engana marido com falso diagnóstico de Alzheimer e rouba R$ 3,38 milhões

5iso00aokckne4ruiixb13m31

Caso acontecem em Connecticut, nos Estados Unidos. Donna Marino, de 63 anos, enganou o marido e roubou suas economias por 20 anos

Uma mulher de 63 anos foi presa em Connecticut, nos Estados Unidos, foi presa por convencer o marido de que ele tinha Alzheimer e roubá-lo por 20 anos. Ao todo, ela chegou a roubar 600 mil dólares, cerca de R$ 3,38 milhões, da vítima. Segundo a imprensa internacional, ela foi acusada por furto de primeiro grau e falsificação de terceiro grau.

Donna Marino forjou a assinatura do marido em documentos, cheques, acordos e previdência social. Ela também penhorou pertences valiosos, que incluía joias e moedas raras.

Donna disse em depoimento que falsificou o diagnóstico para impedi-lo de ir ao banco descobrir um saldo baixo. O dinheiro teria sido usado para familiares. O homem tinha um caso de Alzheimer na família, e por isso, não duvidou do falso diagnóstico.

Em 2019, as movimentações financeiras chamaram atenção da filha da vítima, mas a polícia só entrou no caso em 2020, quando o próprio marido acionou a polícia informando que a esposa controlava suas finanças há mais de 20 anos.

A polícia identificou uma conta que Donna mantinha em segredo, onde a quantia estava depositada. Ela usou uma procuração para fraudar declarações de imposto de renda com o nome do marido. Hoje, o homem vive com a filha na Flórida. Segundo ela, ele “Não consegue acreditar” no que viveu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.